Pavel Golovkin/AP
Pavel Golovkin/AP

Após nova lesão, Dzagoev diz estar pronto para reforçar a Rússia nas quartas

Atacante se ressentia de um problema nas costas, mas deverá enfrentar a Croácia no sábado

Estadão Conteúdo

05 Julho 2018 | 10h34

Depois de dar um susto na torcida com uma nova lesão, o atacante Dzagoev garantiu ter condições de reforçar a Rússia nas quartas de final da Copa do Mundo. Recuperado de um problema nas costas, ele afirmou que estará à disposição para encarar a Croácia neste sábado, em Sochi.

+ Com Rússia nas quartas, Samedov admite seleção cada vez menos pressionada

+ Zhirkov volta a ficar fora de treino e deve desfalcar a Rússia contra a Croácia

+ Strinic volta a treinar e Kovacic segue como dúvida na Croácia

"Era uma antiga lesão nas costas. Eu fiquei um pouco dolorido. Hoje, eu estava trabalhando com o grupo. Tudo está bem. Estou pronto para o jogo. Estamos fazendo um grande Mundial com a Rússia", declarou em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

Dzagoev desfalcou o treino de quarta da seleção por conta de um problema muscular nas costas. Nesta quinta, voltou aos trabalhos, ainda que com algumas restrições. O jogador, aliás, atuou somente na estreia da Copa, e por alguns minutos, antes de sofrer uma contusão na coxa e se ausentar das duas partidas seguintes - contra a Espanha, nas oitavas, ficou no banco pelos 120 minutos.

 

Antes do Mundial, Dzagoev era a principal esperança de gols da Rússia, mas diante de sua lesão, Dzyuba entrou bem na equipe e correspondeu. Por isso, o atacante disse não saber se será titular no sábado. "O técnico Cherchesov vai nos falar quem vai jogar só mais próximo do jogo. Até agora, temos só alguma ideia."

Dzagoev também negou que a Rússia esteja satisfeita com a ida às quartas de final, após boa campanha na fase de grupos e de surpreender a Espanha nas oitavas, e prometeu que o país lutará por objetivos maiores. "É o que as pessoas dizem: o apetite vem quando você come. Então, por que não?", questionou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.