Gabriel Ferrari/Guarani
Gabriel Ferrari/Guarani

Após nova reunião, Marcelo Cabo é mantido como técnico do Guarani

Conselheiros e presidente decidem garantir permanência do técnico por mais uma partida

Estadão Conteúdo

28 de setembro de 2017 | 18h58

Balança, mas não cai. Em reunião realizada no início da tarde desta quinta-feira, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, ficou definido que o técnico Marcelo Cabo irá continuar no comando do Guarani ao menos até o jogo diante do Criciúma, marcado para o próximo sábado, às 19h, em Campinas, pela 27ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

+ Guarani garante permanência de técnico, mas presidente demonstra insatisfação

No início da semana, o discurso do presidente Palmeron Mendes Filho era que Marcelo Cabo ficaria até o fim da Série B. No entanto, o mandatário se viu sozinho dentro do conselho de administração e acabou cedendo à pressão de conselheiros e diretores que pediam a demissão do treinador. Com isso, chegou à conclusão de que o comandante terá até sábado para dar a volta por cima.

Questionado sobre a mudança na comissão técnica, Palmeron foi breve e só afirmou que "futebol vive de resultados". Neste clima de insegurança, Marcelo Cabo evitou falar sobre o planejamento e mostrou um certo abatimento pela indecisão por parte da diretoria.

O treinador comandou o Guarani em quatro jogos desta Série B, com dois empates - contra Vila Nova e Boa - e duas derrotas, para o Paraná (4 a 0) e para o Paysandu (2 a 1). Os resultados colocaram o clube campineiro na 13ª posição, com 33 pontos, a quatro da zona de rebaixamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.