Nathalia Aguilar/EFE
Nathalia Aguilar/EFE

Após nova vitória, Geromel afirma: 'Grêmio cresceu no momento certo'

Equipe gaúcha derrota o Guaraní no Paraguai e fica perto das quartas da Libertadores

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de novembro de 2020 | 00h05

O Grêmio está em grande fase na temporada. O time gaúcho chegou ao 13º jogo sem derrota ao bater o Guaraní, no Paraguai, por 2 a 0, nesta quinta-feira, pela ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América. O zagueiro Pedro Geromel exaltou o momento vivido pela equipe de Renato Gaúcho.

"A gente sabia que ia ser um jogo complicado, é um adversário com muita qualidade. Conseguimos impor nosso ritmo de jogo, estamos em uma sequência positiva, com uma série de jogos sem perder, sendo agressivos. O clube cresceu no momento certo. A gente sempre teve confiança na nossa direção e no nosso treinador. Mas se quisermos passar de fase, vamos ter que competir muito ainda", falou o defensor.

Geromel ainda tocou num ponto importante. O Grêmio é o time brasileiro que mais deu tempo para o seu treinador. Renato Gaúcho é o técnico mais longevo do Brasil. Não à toa, o time conquistou diversos títulos e continua brigando por mais conquistas.

"A gente já tem uma sequência de muitos anos com o mesmo treinador, isso faz com que as ideias sejam muito claras, do que precisa ser feito dentro de campo. Todo mundo tem se dedicado bastante, tem corrido", concluiu.

Já Jean Pyerre foi só elogios a Pepê, o principal destaque da equipe gaúcha desde a saída de Everton Cebolinha para o Benfica. "Agradecer o Pepê, senão ele fica me incomodando, dizendo que eu não valorizo quando ele dá assistência. Foi importante o trabalho em equipe. Ele conseguiu um bom passe e eu estava bem colocado para usar um dos meus pontos fortes, que é o chute", finalizou.

Com o resultado, o Grêmio poderá perder agora por até um gol de diferença no jogo de volta, marcado para a próxima quinta-feira, às 21h30, na Arena do Grêmio, para avançar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.