Após nova vitória, palmeirenses rechaçam 'relaxamento'

Já são dez rodadas consecutivas sem derrota, sendo nove vitórias e um empate, e o acesso à elite do Campeonato Brasileiro de 2014 parece cada vez mais próximo. O bom momento do Palmeiras, líder da Série B com 37 pontos, no entanto, não ilude os jogadores, que pediram a continuidade do bom futebol demonstrado nas últimas rodadas para que a equipe não relaxe.

AE, Agência Estado

14 de agosto de 2013 | 08h36

"O Palmeiras não pode relaxar nunca. A gente ganhou há algum tempo de 4 a 0 (contra o Icasa, no dia 30 de julho) e o pessoal perguntou se nós estávamos tranquilos. Se a gente ficar tranquilo, acabamos tropeçando. Temos sempre que ficar desconfiados no bom sentido", declarou o goleiro Fernando Prass.

Na última terça-feira, a vítima palmeirense foi o Joinville. Mesmo atuando em Santa Catarina e sem dois de seus principais titulares, Valdivia e Alan Kardec, suspensos, o time paulista conseguiu a vitória com o gol de Mendieta, logo no início. O futebol não foi o mesmo demonstrado nas últimas partidas, mas o resultado foi comemorado pelos jogadores.

"Não podemos relaxar. Fazer os resultados é muito importante. Nosso objetivo é sempre não perder. Isso pode acontecer em um dia ruim, mas hoje (terça-feira) conseguimos sair com a vitória", comentou Wesley, um dos destaques do confronto.

O próprio Fernando Prass admitiu a dificuldade da partida. "O jogo foi complicado. O gramado já não estava bom, e com a chuva piorou um pouco. Fizemos o gol de bola parada no começo da partida e voltamos mais recuados para o segundo tempo. Tentamos explorar os contra-ataques, mas infelizmente não aproveitamos as chances criadas."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.