Washington Alves|Divulgação
Washington Alves|Divulgação

Após novo revés, Cruzeiro demite Paulo Bento e abre porta para Mano

Treinador português não resistiu a mais uma derrota no Brasileirão

Estadão Conteúdo

25 de julho de 2016 | 12h46

Menos de 24 horas depois de o Cruzeiro ser derrotado por 2 a 1 pelo Sport, no último domingo, no Mineirão, e cair para a vice-lanterna do Campeonato Brasileiro, o clube anunciou oficialmente, no final da manhã desta segunda-feira, a demissão do técnico Paulo Bento.

O treinador português, que havia assumido o comando da equipe em maio, acabou não resistindo ao momento muito ruim do time, no qual ele comandou em apenas 17 jogos, nos quais acumulou seis vitórias, três empates e oito derrotas.

"Paulo Bento não é mais o treinador do Cruzeiro. A decisão sobre a saída do profissional foi tomada em uma reunião agora cedo pelo presidente Gilvan de Pinho Tavares. Com Paulo Bento deixam também o clube os quatro profissionais que fazem parte da comissão técnica do treinador", informou o clube, por meio de nota publicada em seu site oficial, na qual depois avisa: "O Cruzeiro vai estudar agora o nome de um substituto para a função".

Com a saída de Paulo Bento, ex-técnico da seleção portuguesa, o favorito a assumir o cargo é Mano Menezes, que no ano passado já dirigiu a equipe cruzeirense antes de se transferir para o futebol chinês. Sem sucesso na China, onde acabou sendo demitido pelo Shandong Luneng, ele já teve a sua contratação pedida pelos torcedores cruzeirenses durante a partida contra o Sport neste domingo.

Mano, de fato, teve números muito bons na sua rápida passagem pelo Cruzeiro, que ele assumiu no início de setembro após a demissão de Vanderlei Luxemburgo do cargo. Foram oito vitórias, seis empates e uma derrota no final do ano passado, no qual ainda conquistou uma invencibilidade de 13 jogos no Brasileiro, recorde do clube na história da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.