Massimo Pinca/Reuters
Massimo Pinca/Reuters

Após novos exames no coração, Khedira vai desfalcar a Juventus por um mês

Jogador alemão foi diagnosticado com uma arritmia cardíaca

Redação, Estadão Conteúdo

20 de fevereiro de 2019 | 11h06

A Juventus informou nesta quarta-feira que o meio-campista Sami Khedira vai desfalcar a equipe italiana por um mês, após divulgar na terça que o jogador alemão havia sido diagnosticado com uma arritmia cardíaca. Ele já estava cortado da partida contra o Atlético de Madrid, nesta quarta, pela ida das oitavas de final da Liga dos Campeões.

Depois do anúncio inicial, o jogador foi submetido a novos exames nesta quarta e até a um procedimento cardíaco considerado pouco invasivo. Em comunicado, o clube informou que o volante passou por um "estudo eletrofisiológico" e por uma "bem-sucedida terapia de intervenção".

E, de acordo com a avaliação médica, o volante de 31 anos precisará ficar afastado por cerca de um mês. "Depois de um curto período de convalescença, ele estará em condições de voltar as suas atividades normalmente num prazo aproximado de um mês", registrou o clube de Turim, em comunicado.

Por conta das avaliações iniciais, ele não fora incluído na lista de convocados para a viagem até Madrid. Com um título mundial no currículo, com a seleção da Alemanha na Copa de 2014, o jogador vinha sendo pouco aproveitado pelo técnico Massimiliano Allegri na atual temporada europeia.Em razão de seguidas lesões, ele disputou apenas 15 jogos em todas as competições em que está a Juventus, líder disparada do Campeonato Italiano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.