Maurizio Degl'Innocenti/Efe
Maurizio Degl'Innocenti/Efe

Após ofensas ao treinador de sua equipe, Osvaldo é cortado da seleção italiana

Câmeras de TV flagraram o atacante ofendendo técnico da Roma

AE-AP, Agência Estado

27 de maio de 2013 | 16h21

FLORENÇA - O atacante Pablo Osvaldo foi excluído da seleção italiana que disputará a Copa das Confederações por insultar seu técnico na Roma. A decisão foi tomada pelo treinador da Itália, Cesare Prandelli, e anunciada nesta segunda-feira.

Inconformado por ter iniciado a decisão da Copa da Itália do último domingo entre os reservas, Osvaldo foi flagrado pelas câmeras de tevê ofendendo o técnico da Roma, Aurelio Andreazzoli, após a derrota por 1 a 0 para a rival Lazio, e abandonou a cerimônia de premiação. O treinador repreendeu a atitude, chamou o atacante de "chorão" e o acusou de não ter ética.

A tréplica do jogador veio nesta segunda. Por meio de sua página no Twitter, Osvaldo chamou Andreazzoli de "incompetente" e afirmou que o treinador deveria "comemorar o título com a Lazio".

"Pablo Osvaldo não participará da Copa das Confederações no Brasil com a seleção. O técnico Cesare Prandelli decidiu depois de avaliar o comportamento do jogador da Roma, que ontem (domingo), depois de perder a final da Copa da Itália, deixou a cerimônia de premiação sem a permissão do clube", explicou a Federação Italiana de Futebol em comunicado.

Cesare Prandelli é conhecido por exigir um código de conduta de seus jogadores e já chegou a afastar Balotelli da seleção pelas atitudes do atacante. Com o corte, Osvaldo está fora da Copa das Confederações, que acontecerá entre os dias 15 e 30 de junho no Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.