Ricardo Duarte / S.C. Internacional
Ricardo Duarte / S.C. Internacional

Após outra eliminação, Inter joga contra o Palmeiras para começar a salvar o ano

Rodrigo Silva e Leandro Damião retornam ao time, enquanto Fabiano não poderá jogar

Estadão Conteúdo

22 de abril de 2018 | 08h14

Eliminado da Copa do Brasil pelo Vitória nos pênaltis na última quinta-feira, o Internacional tem, agora, apenas o Campeonato Brasileiro para salvar o ano. Amargando duas eliminações em 29 dias, a equipe colorada tem o Palmeiras pela frente neste domingo, às 16 horas, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, pela segunda rodada do torneio que virou a salvação da temporada colorada.

+ Mais forte como visitante, Palmeiras tenta recuperar força em casa

+ Inter exibe tristeza com queda na Copa do Brasil e oficializa chegada de Lucca

A eliminação na quarta fase da Copa do Brasil aumenta ainda mais a desconfiança sobre o time e o técnico Odair Hellmann, que, apesar do revés, ao menos por enquanto está garantido no cargo pelo presidente do clube, Marcelo Medeiros.

"Respaldo à comissão técnica, ao departamento de futebol e ao grupo de atletas. O futebol tem isso. E um processo de construção tem oscilações ao longo desse processo. É nos dedicar exclusivamente a fazer uma campanha (no Brasileirão) à altura do nosso clube", disse o mandatário horas após o time cair do torneio. "Está todo mundo indignado, frustrado. A gente sabe que poderia chegar mais longe, mas o clube que está no processo de reconstrução depois de tudo o que já aconteceu conosco em 2016 e 2017", acrescentou Marcelo Medeiros.

Se foi eliminado precocemente na Copa do Brasil, ao menos na rodada inaugural do Brasileirão o time gaúcho não fez feio e venceu o Bahia no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, por 2 a 0, com dois gols do atacante uruguaio Nico López.

O time colorado, que já está na capital paulista desde a última sexta-feira, está reforçado para o duelo difícil contra o Palmeiras. O zagueiro Rodrigo Silva e o centroavante Leandro Damião treinaram nos últimos dias e estão aptos a retornarem à equipe.

Rodrigo está livre de dores no púbis que o afastaram dos gramados desde 4 de fevereiro e Leandro Damião se recuperou de um problema na coluna cervical, que o deixou fora de combate por dois meses. Pelo longo tempo de inatividade, ambos devem começar no banco de reservas.

Por outro lado, o lateral-direito Fabiano não poderá jogar pois tem vínculo com o Palmeiras. A tendência é que Edenílson jogue na direita. D'Alessandro pode ser preservado em razão da sequência desgastante de jogos. Se isso acontecer, Camilo é o principal credencial a começar jogando.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.