Ricardo Duarte/SC Internacional
Ricardo Duarte/SC Internacional

Após pedido da torcida, Inter inicia retirada de cadeiras de setor do Beira-Rio

Torcedores preferem ficar de pé nas arquibancadas durante os jogos da equipe

Estadão Conteúdo

04 Dezembro 2018 | 20h59

O Internacional iniciou nesta terça-feira a retirada das cadeiras do setor sul do Beira-Rio. A iniciativa foi um pedido de parte da torcida, que prefere ficar de pé nas arquibancadas, e, de acordo com o próprio clube, servirá para tornar a festa no estádio "mais democrática".

"Esse é um processo que iniciou praticamente junto com o começo desta gestão, no início de 2017. Logo que a gente assumiu, contratamos uma empresa especializada no assunto que começou a fazer os estudos e projetos de viabilidade técnica. A partir desse estudo, começamos a debater internamente entre as áreas do clube. Questões como tamanho da área, capacidade, setor e, obviamente, a segurança do torcedor", declarou o diretor de patrimônio do Inter, Marcelo Poloni.

Outros clubes já viram parte de suas torcidas, principalmente as organizadas, requisitar a retirada das cadeiras das arquibancadas nas novas arenas. O Inter explicou que a nova formulação do setor sul do Beira-Rio irá comportar cinco mil pessoas em pé.

O clube também garantiu que este procedimento está de acordo com as exigências de segurança do Corpo de Bombeiros, da Brigada Militar e do Batalhão de Operações Especiais. Depois da retirada das cadeiras, serão colocadas barras antiesmagamento na arquibancada.

"Depois de atender todas as solicitações dos órgãos responsáveis, principalmente o Corpo de Bombeiros, que sempre foi muito solícito, iniciamos a remoção com o objetivo de no início da temporada estar tudo pronto e a torcida possa ter este setor disponível para fazer uma festa ainda maior", apontou Poloni.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.