Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Globo defende 'tradição' após Corinthians pedir para não jogar à noite e aos domingos

Detentora dos direitos de transmissão das principais competições do futebol nacional cita a geração de empregos pelo futebol

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de maio de 2020 | 18h59

Dois dias após o Corinthians solicitar que as suas partidas não sejam mais marcadas para os domingos e no período noturno, a Rede Globo, detentora dos direitos de transmissão das principais competições do futebol nacional, se pronunciou sobre o assunto. E defendeu ser uma tradição mundial a realização de jogos nesses horários e dia da semana.

"Os jogos aos domingos e em horários noturnos são uma tradição de décadas e se consolidaram como parte da rotina dos torcedores. Essa não é uma característica específica do futebol brasileiro, acontece com o esporte no mundo todo, que, como produto de entretenimento, é disputado em horários atrativos para seus fãs. Clubes, Federações e CBF, como protagonistas e organizadores das competições nacionais, devem zelar para que elas ocorram em ambiente de segurança para os jogadores, estrelas do espetáculo", afirma a Rede Globo, que transmite o Campeonato Brasileiro e o Paulistão.

O pedido do Corinthians foi feito à CBF e também para a Federação Paulista de Futebol e a Rede Globo. O clube quer evitar ser alvo de novas ações trabalhistas de atletas por atuar aos domingos e à noite - recentemente, o volante Maicon ganhou ação por falta de pagamento de adicionais e por atividades realizadas aos domingos e feriados. O zagueiro Paulo André também apresentou ação parecida, mas depois fechou acordo com o clube.

A Globo, em sua nota, defende a realização de jogos nesses horários e dias, citando a geração de empregos pelo futebol. "Às autoridades cabe considerar as peculiaridades dessa atividade profissional, inclusive dias e horário em que tradicionalmente é desempenhada, a fim de que se fortaleça e possa continuar a oferecer opção de trabalho para milhares de brasileiros. A Globo é parceira incondicional do esporte nacional e continuará a contribuir para seu desenvolvimento, buscando a maior divulgação possível da transmissão dos espetáculos esportivos", acrescenta. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.