Rafael Ribeiro/CBF
Rafael Ribeiro/CBF

Após perder medalha em assalto, jogadora vai ganhar réplica da CBF

Tamires teve premição do Pan roubada por bandidos no ABC

O Estado de S. Paulo

31 de julho de 2015 | 19h03

A CBF prometeu nesta sexta-feira produzir uma réplica da medalha de ouro dos Jogos Pan-Americanos e entregar para Tamires, lateral-esquerda da seleção brasileira. A jogadora foi assaltada na manhã desta sexta em Santo André, quando dois bandidos a assaltaram e levaram a bolsa onde estava guardada a medalha.

"Estamos bem, graças a Deus. Infelizmente levaram a minha bolsa e a minha medalha estava dentro, pois ia fazer umas fotos com ela. Mas o importante é que ninguém se feriu", disse a jogador ao site da CBF. Tamires integrou o grupo que no dia 25 derrotou a Colômbia, em Toronto, para ganhar o título do Pan-Americano.

O assalto foi às 11h30 da manhã, quando Tamires saía da casa da sogra no Parque Jaçatuba. Tamires conversava com uma vizinha e se preparava para entrar em seu carro quando os bandidos se aproximaram e pediram os pertences dela. A dupla levou o veículo da vizinha da jogadora, além do celular e da bolsa.

Tamires carregava a medalha de ouro para exibir em sessão de fotos e levar em entrevistas. Na última quinta a lateral esteve no Rio, onde visitou a sede da CBF em cerimônia comemorativa pelo título no Pan. Nas próximas semanas a jogadora deve acertar a transferência para o futebol da Dinamarca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.