Gabriela Bilo/Estadão
Gabriela Bilo/Estadão

Após permanência na Ponte Preta, Lucca promete luta pela artilharia do Brasileiro

Atacante é goleador da equipe nesta temporada (20 gols) e vice-artilheiro do Brasileirão com 10

Estadao Conteudo

04 de setembro de 2017 | 19h14

Lucca nunca escondeu o desejo de atuar no futebol europeu, algo que ainda não aconteceu em sua carreira. E isso esteve próximo de acontecer no mês passado, mas a negociação entre Nantes, da França, e Corinthians não se concretizou. Mesmo assim, o atacante disse estar contente em permanecer na Ponte Preta, com quem tem contrato de empréstimo até dezembro deste ano. E, se der, brigar pela ponta da artilharia do Campeonato Brasileiro.

Goleador da Ponte Preta nesta temporada (20 gols) e vice-artilheiro do Brasileirão com 10, dois a menos que Jô e Henrique Dourado, Lucca será uma das novidades para o jogo deste sábado contra o São Paulo, no estádio do Morumbi, na capital paulista, pela 23.ª rodada. Ele volta após cumprir suspensão contra o Atlético Mineiro - derrota por 2 a 1, em Campinas (SP).

"A proposta que chegou em minhas mãos foi do Nantes, mas não se concretizou. Tenho que seguir minha caminhada, trabalhando forte para que os gols voltem. Minha motivação é jogar futebol, onde quer que seja. Hoje defendo as cores da Ponte Preta e meu pensamento tem que ser aqui. Estou muito feliz em vestir a camisa da Ponte", garantiu o atacante.

Um clube dos Emirados Árabes Unidos ofereceu uma proposta que agradou ao Corinthians, mas Lucca não quis se transferir para um mercado alternativo. Aos 27 anos, o atacante está nos planos do técnico Fábio Carille para a próxima temporada, mas evitou fazer qualquer projeção sobre o seu futuro.

"Não posso pensar no futuro porque não foi passado nada para mim, tanto da Ponte Preta quanto do Corinthians. Sei que meu vínculo vai até o fim do ano. Eu quero estar feliz e estou muito feliz aqui", afirmou Lucca.

Na 13.ª colocação, a Ponte Preta tem 27 pontos, cinco a mais que o São Paulo, adversário deste sábado e penúltimo na tabela de classificação. Uma derrota pode resultar na demissão do técnico Gilson Kleina. O elenco se apresentou nesta segunda-feira e volta a treinar nesta terça à tarde.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.