Após polêmica, Anelka anuncia saída do West Bromwich

Depois de ter sido punido, no final do mês passado, com uma suspensão de cinco jogos por comemorar um gol com um gesto considerado antissemita, Nicolas Anelka anunciou nesta sexta-feira que está deixando o West Bromwich. O veterano atacante francês negou que seu gesto, que é conhecido na França como "quenelle" e é descrito como uma "saudação nazista invertida", tenha sido com objetivo de praticar ofensa racial, mas ele não escapou de ser penalizado pela Associação de Futebol da Inglaterra.

AE-AP, Agência Estado

14 de março de 2014 | 15h56

O jogador, que completa 35 anos de idade justamente nesta sexta, usou a sua página no Twitter para anunciar que deixará o clube inglês alegando que recebeu uma proposta para se "reapresentar ao grupo sob certas condições que não pode concordar".

"Como quero preservar minha integridade, decidi ficar livre por mim mesmo e colocar fim ao meu contrato com o West Bromwich Albion com efeito imediato", revelou o atacante, que anteriormente acabou sendo punido pela comemoração polêmica de gol no empate por 3 a 3 com o West Ham, no dia 28 de dezembro do ano passado, pelo Campeonato Inglês.

Por causa de sua atitude, Anelka ainda foi multado em 80 mil libras (aproximadamente R$ 312 mil). No gesto conhecido como "quenelle", a pessoa coloca a mão sobre o ombro oposto, em gesto que foi popularizado na França pelo comediante francês Dieudonné M''Bala M''Bala, alvo de intensas críticas por supostamente incitar ódio racial e antissemitismo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolWest BromwichAnelka

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.