Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Após polêmica, COB remarca assembleia para votar novo estatuto

Entidade foi bastante criticada pela votação que permitiu participação menor dos atletas

Estadão Conteúdo

27 Novembro 2017 | 19h46

Após receber uma enxurrada de críticas, o COB (Comitê Olímpico do Brasil) marcou para o próximo dia 6 de dezembro uma nova Assembleia Geral Extraordinária para deliberar sobre o estatuto, principalmente sobre a quantidade de atletas que deverão compor a sua assembleia, item que causou muita polêmica na votação realizada na semana passada, na sede da entidade, no Rio de Janeiro.

+ COB anuncia a saída de Agberto Guimarães, homem forte do esporte 

Na ocasião, as confederações presentes na assembleia se dividiram entre aceitar a proposta da comissão estatuinte, de 12 atletas, e uma proposta que diminuiria essa participação dos esportistas para 5 membros apenas. No debate, houve um empate em 15 votos, mas como o representante da CBRu (Confederação Brasileira de Rugby) já havia saído, o presidente da CBTM (Confederação Brasileira de Tênis de Mesa), Alaor Azevedo, sugeriu não considerar o voto da entidade.

Houve uma votação para deliberar sobre o tema e a proposta da CBTM ganhou por 15 a 14 votos, justamente o mesmo número de votos que barrou a proposta de aumentar para 12 o número de atletas representantes - se houvesse empate, quem daria o voto de Minerva seria o presidente do COB, Paulo Wanderley Teixeira.

Essa situação gerou enorme constrangimento no meio olímpico e provocou críticas do Ministério do Esporte, de dezenas de atletas e de ONGs como a Atletas pelo Brasil e Sou do Esporte. A CBRu, inclusive, avisou que entraria na Justiça caso o seu voto não fosse considerado e se mostrou "perplexa" com o ocorrido.

Agora, a tendência é a situação ser resolvida sem grandes polêmicas e existe até a possibilidade de algumas confederações, que votaram pelo número menor de participação de atletas, mudarem seus votos e apoiarem a proposta de 12 representantes atletas na assembleia do COB.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.