Werther Santana|Estadão
Werther Santana|Estadão

Após polêmica e tempo de treinamento, goleiro Bruno pode estrear sábado pelo Boa

Técnico da equipe considera que goleiro está bem tecnicamente

Rene Moreira, especial para a AE, Estadão Conteúdo

05 de abril de 2017 | 18h30

O goleiro Bruno, que há sete anos não disputa uma partida oficial de futebol, está perto de voltar a campo. O técnico do Boa, Julinho Camargo, confirmou que pretende utilizá-lo no hexagonal final do Módulo II do Campeonato Mineiro - a segunda divisão estadual. A disputa desta fase começa neste sábado contra o Uberaba, em Varginha (MG). O treino desta quinta-feira vai definir se o atleta já estará presente nesta partida.

A previsão de estreia do atleta era para maio na Série B do Campeonato Brasileiro. "Ele evoluiu mais rápido que o previsto e, por isso, resolvemos usá-lo já no Campeonato Mineiro", contou o treinador. A definição, segundo Julinho Camargo, se dará no treino coletivo desta quinta-feira em Varginha.

Para o treinador, o goleiro está bem tecnicamente, faltando apenas aprimorar um pouco mais a parte física. Bruno tem 32 anos e está treinando há mais de 20 dias no clube. Sua documentação já está regularizada na CBF, não havendo qualquer impedimento legal.

POLÊMICA

O goleiro volta a atuar como jogador profissional após ser condenado pela Justiça pela morte de Eliza Samudio. Ele ficou quase sete anos preso pelo crime e sua contratação rendeu ao time de Varginha a perda de patrocinadores e protestos, principalmente, de grupos feministas.

No Boa, apesar da situação de ex-presidiário, ele chegou com status de atleta de ponta e com o maior salário do elenco, em torno de R$ 30 mil por mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.