César Greco|Divulgação
César Greco|Divulgação

Após polêmica em seleção, Cuca quer foco de Gabriel Jesus

Técnico comenta sobre ausência do jogador na seleção brasileira

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

31 de maio de 2016 | 19h34

O técnico Dunga anunciou nesta terça-feira a convocação de Lucas Moura para a seleção, no lugar de Rafinha, machucado, e frustrou o atacante Gabriel Jesus, que conseguiu tirar o visto para entrar nos EUA apenas nesta terça-feira, após  o comandante da seleção brasileira criticar o Palmeiras por retardar na regularização do documento do atacante. O técnico Cuca espera que a polêmica não faça o garoto perder o foco nos próximos jogos.

“Agora pouco eu estava conversando com ele e ficou uma coisa meio assim. Eu não tenho muito conhecimento da causa. Só sei que ele era um dos 40, mas não tinha visto. Quando foi pedido, era feriado. Entendi que era uma questão de emergência na seleção brasileira e não vai ser um visto que vai tirar o Brasil dele. Agora, ele tem que estar focado no Palmeiras e no jogo com o Grêmio, para fazer uma boa partida e nos ajudar. Tudo tem seu tempo”, disse o treinador, em entrevista coletiva nesta terça-feira, na Academia de Futebol.

Dunga reclamou que o Palmeiras e os empresários do atleta deveriam ter ido atrás dos documentos, mesmo o atacante não tendo a certeza que seria convocado. Incomodado por não poder chamá-lo no momento em que queria, o treinador decidiu levar Lucas, do PSG. Cuca prefere não eleger culpados para a confusão.

“Eu disse para ele que não deu certo por uma questão que não foi culpa dele. Gilmar (Rinaldi) e Dunga são pessoas inteligentes e sabem que esse tipo de coisa ocorre. Não cabe apontar o culpado, mas sim não prejudicar o futebol do Brasil. Na seleção ele vai poder amadurecer e ajudar e não teve culpado. Há uma série de fatores que geram desgaste, mas não há necessidade de fazer alarde”, disse o comandante palmeirense.  

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.