Adrian Dennis/AFP
Adrian Dennis/AFP

Após polêmica sobre substituição, Kepa pede desculpas ao técnico do Chelsea

Goleiro espanhol foi protagonista em polêmica na final da Copa da Liga Inglesa ao recusar sair de campo

Redação, Estadão Conteúdo

25 de fevereiro de 2019 | 11h34

Um dia depois de um momento, no mínimo, embaraçoso na decisão da Copa da Liga Inglesa contra o Manchester City, o goleiro Kepa usou suas redes sociais nesta segunda-feira para pedir desculpas a todos no Chelsea, principalmente ao técnico italiano Maurizio Sarri, por ter se recusado a ser substituído pouco antes do final da prorrogação. O espanhol se recusou a sair de campo para a entrada do argentino Caballero depois de aparentemente ter se lesionado.

Após o empate sem gols no tempo normal e na prorrogação, na final disputada no estádio de Wembley, em Londres, o Chelsea foi derrotado pelo Manchester City na disputa por pênaltis por 3 a 2. O goleiro até conseguiu defender uma cobrança, mas os brasileiros Jorginho (naturalizado italiano) e David Luiz desperdiçaram as suas cobranças.

"Chateados e tristes por não conseguirmos levar o título, nós lutamos até o final contra uma grande equipe. Seguiremos trabalhando para sermos mais fortes", escreveu Kepa no início de seu texto no Instagram.

"Também gostaria de deixar claro algo sobre o jogo. Em primeiro lugar, lamento a forma como foi a final da prorrogação. Quero dizer que em nenhum momento foi a minha intenção desobedecer o técnico ou nenhuma de suas decisões. Acho que foi tudo um mal-entendido no calor de uma parte final de um jogo que valia título. O treinador achou que eu não estava em condições de seguir ajudando a equipe, enquanto a equipe médica que havia me atendido chegava ao banco para dar a mensagem. Lamento novamente a imagem que foi projetada, não sendo em nenhum caso a minha intenção dar essa imagem. Peço desculpas", completou.

Sobre a partida, Kepa defendeu que "o Chelsea se apresentou em um bom nível frente a uma das equipes mais fortes do mundo. O goleiro lamentou muito a derrota na final, mas mostrou otimismo para o futuro. "De todas as coisas negativas, temos que pensar nas positivas", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.