Após problemas no vôo, São Paulo desembarca no México

As dificuldades para enfrentar o Chivas Guadalajara, nesta quarta-feira, no México, pela semifinal da Copa Libertadores da América, estão cada vez maiores para o São Paulo. Depois de não ter conseguido viajar na noite do domingo, fato que só aconteceu na noite seguinte, a delegação são-paulina teve que passar pelo desconforto de ficar retida durante uma escala em Manaus. Tudo por causa de um problema no trem de pouso do avião fretado. Assim, após 15 horas de viagem, o time desembarcou em Guadalajara no final da manhã desta terça."Realmente foi uma viagem cansativa e ainda tivemos esse problema na parada em Manaus", disse o presidente do clube, Juvenal Juvêncio, em entrevista à Rádio Jovem Pan ainda no Aeroporto Internacional de Guadalajara. Para dar um tempo maior de descanso aos jogadores, todos foram rapidamente ao hotel e deixaram suas bagagens para serem levadas mais tarde pelos funcionários do clube.Por ter chegado apenas na véspera da partida, o time fará apenas um treino de reconhecimento do gramado do Estádio Jalisco, no início da noite desta terça (horário local). O treinador Muricy ramalho não tem problemas de suspensão ou lesão e vai escalar força máxima para encarar o Chivas. O jogo de volta, no Morumbi, será no dia 2 de agosto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.