Divulgação
Divulgação

Após protestar contra punição de Oscar, Hulk leva suspensão de dois jogos na China

Brasileiro ainda vai ter que pagar uma multa de cerca de R$ 24 mil; técnico André Villas-Boas também é punido

O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2017 | 10h15

O atacante brasileiro Hulk, do Shangai SIPG, levou dois jogos de suspensão da Associação Chinesa de Futebol (CFA, na sigla em inglês) por protestar contra uma punição dada ao companheiro de time Oscar, que levou oito jogos de gancho depois de uma confusão em campo num jogo da Superliga Chinesa. 

No último domingo, após a vitória por 4 a 1 sobre o Henan Jianye, Hulk posou para as câmeras com uma camiseta escrito "Nada a fazer, nada a declarar". Pelo protesto, ele ainda vai ter que pagar uma multa de US$ 7,3 mil (cerca de R$ 24 mil). Quem também levou a mesma punição foi o chinês Wu Lei, que utilizou uma camiseta  similiar a de Hulk.

Além dos jogadores, o técnico do time, André Villas-Boas, também foi punido nos mesmos termos por mostrar indignação pela suspensão de Oscar. O treinador publicou em sua conta no Instagram uma foto de Oscar com a mensagem: "355 jogos na carreira, 5 anos do Campeonato Inglês, 47 aparições na seleção brasileira; 70 gols; zero cartões vermelhos; 8 jogos suspenso".

Além das punições individuais de Villas-Boas, Hulk e Wu, o time também terá que pagar uma multa de US$ 14 mil por "abandono do dever". As baixas no time podem afetar a permanência do Shangai SIPG entre as primeiras posições da Superliga Chinesa. Atual vice-líder, o time está a quatro pontos do líder Guangzhou Evergrande, o time comandado por Luiz Felipe Scolari. 

RELEMBRE

A sequência de punições no Shangai SIPG começou no dia 18 de junho, durante o empate em 1 a 1 com o Guagzhou R&F. No final do primeiro tempo de jogo, Oscar chutou a bola na direção de dois jogadores da equipe rival, o que ocasinou uma confusão generalizada. Jogadores e treinadores de ambas as equipes acabaram entrando em confronto. De acordo com a CFA, o comportamento do brasileiro causou um efeito "adverso" à imagem do futebol chinês. Assista:

 

Tudo o que sabemos sobre:
Futebol internacionalChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.