Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Após quase quatro meses, Cueva volta a ser relacionado para uma partida do Santos

Peruano jogou pela última pelo time paulista no empate em 0 a 0 diante do Internacional, pela sexta rodada

Redação, Estadao Conteudo

13 de setembro de 2019 | 18h36

Depois de mais de três meses e meio, Christian Cueva voltou a ser relacionado para uma partida pelo Santos. O meia peruano estará à disposição do técnico Jorge Sampaoli no choque que vale a liderança do Campeonato Brasileiro, neste sábado, às 17 horas, no Maracanã, contra o Flamengo.

A última vez em que esteve em campo pelo time da Baixada Santista foi no empate em 0 a 0 diante do Internacional, pela sexta rodada da competição, na Vila Belmiro. De lá para cá, foi sempre preterido nas listas do treinador argentino, que têm um limite de cinco estrangeiros por jogo no Brasileirão e na Copa do Brasil, de acordo com regulamento da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Ele ganhou a vaga do paraguaio Derlis González, que vinha sendo utilizado com frequência na competição nacional desde o início - participou de dez partidas -, mas tem sido reserva na maior parte dos jogos nas últimas rodadas.

Cueva, por sua vez, só havia sido relacionado para quatro compromissos pelo Brasileirão, e não marcou nenhum gol na temporada. Além dele, os colombianos Felipe Aguilar e Fernando Uribe, o uruguaio Carlos Sánchez e o venezuelano Soteldo estão na lista de estrangeiros para o jogo com o Flamengo.

O peruano acaba de participar de duas partidas amistosas pela seleção comandada por Ricardo Gareca. Na primeira delas, atuou como titular na derrota por 1 a 0 para o Equador no último dia 5 de setembro, em Nova York, e saiu do banco de reservas para ajudar a equipe do seu país a vencer o Brasil, cinco dias depois, pelo mesmo placar, em Los Angeles.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.