Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Após queda à Série C, presidente eleito do Mogi Mirim promete foco no futebol

Além de ser rebaixado da Série B para a Série C do Campeonato Brasileiro, o Mogi Mirim agora começa a superar a crise interna e a briga pelo poder. Neste final de semana, Luiz Henrique de Oliveira foi eleito para presidir o clube entre janeiro de 2016 e dezembro de 2017. Ele tinha sido destituído dias antes, quando ainda era apenas provisório, tendo assumido após a saída do pentacampeão Rivaldo.

Estadão Conteúdo

30 de novembro de 2015 | 20h33

"Nosso objetivo agora é começar a reformular todo o departamento de futebol visando a temporada de 2016", afirmou o presidente, lembrando que o time vai disputar o Campeonato Paulista no primeiro semestre e depois o Brasileiro da Série C.

O clube foi presidido por um grupo de empresários de origem portuguesa. E houve um desentendimento nos últimos tempos. Na eleição, a chapa de oposição de Victor Simões foi impugnada sob a alegação de não ter sido inscrita dentro do prazo legal. Desta forma, Luiz de Oliveira foi reeleito por aclamação, mas a decisão foi muito contestada pela chapa do outro investidor, que promete buscar a Justiça para anular o pleito.

A nova diretoria executiva do clube é formada ainda pelo ex-presidente do Paysandu, Luiz Omar Pinheiro, que assume o cargo de presidente do Conselho Deliberativo. O cargo de vice-presidente será ocupado por Vantuires Pinto de Oliveira, da cidade de Guarulhos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMogi Mirim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.