Após queda brusca, jogador egípcio pode ficar paraplégico

Rodi N'Daye rompeu cinco vértebras e teve inflamação na medula

O Estado de S. Paulo

29 de julho de 2015 | 12h06

Nesta terça-feira, uma cena chocante abalou uma partida da Copa das Confederações Africanas entre a equipe tunisiana dos Leopards e o Zamalek, do Egito. Após choque com o goleiro adversário, o atacante egípcio Rodi N'Daye, dos Leopards, teve uma queda feia sobre sua própria cabeça e pode até ficar paraplégico. 

No acidente, o jogador rompeu cinco vértebras e teve uma inflamação na medula. Ele será submetido a uma cirurgia e, dependendo da gravidade da lesão, pode até perder o movimento das pernas.

A Copa das Confederações Africanas é a segunda competição interclubes mais importante do continente (ou seja, equivale à Copa Sul-Americana, na América do Sul, ou a Liga Europa, no Velho Continente). Apesar da cena assustadora, o jogo não foi paralisado e o Zamalek acabou vencendo por 2 a 0.

CONFIRA O VÍDEO DO ACIDENTE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.