Avaí/Divulgação
Avaí/Divulgação

Após queda da arquibancada, torcedor do Figueirense recebe alta em Florianópolis

Helicóptero do Corpo de Bombeiros desceu duas vezes no gramado para os primeiros socorros

Estadão Conteúdo

02 Setembro 2018 | 14h54

Menos de 24 horas após sofrer uma queda da arquibancada da Ressacada durante clássico entre Avaí e Figueirense, o torcedor Douglas Cirimbilli, de 26 anos, apareceu em condições bem melhores, sorrindo e recuperado. A previsão é de que ele seja liberado até o final deste domingo. Os exames constataram apenas o impacto no crânio, bem como uma micro lesão no cotovelo direito, que acabou sendo imobilizado e apoiado numa tipoia.

Mas ele já apareceu sorrindo nesta manhã no Hospital Celso Ramos, na região central de Florianópolis, o que surpreendeu. É que seu resgate no estádio causou enorme preocupação. Um helicóptero do Corpo de Bombeiros desceu duas vezes no gramado para os primeiros socorros, durante o primeiro tempo, e depois, no intervalo, para sua retirada do local.

Ele caiu de uma altura de cinco metros e havia suspeitas de fratura no crânio e de lesão na coluna cervical. O diagnóstico inicial era de um quadro grave, que foi estabilizado no hospital. O ferido apresentava um quadro de saturação sanguínea abaixo do recomendado e com necessidade do suporte avançado - aplicação de medicamentos e intubação endotraqueal.

Mais de 13 mil torcedores foram à Ressacada, sábado à tarde, e viram a vitória do Figueirense por 1 a 0, na casa do rival Avaí, pela 24.ª rodada do Brasileiro da Série B. O Avaí não perdia há nove jogos e permanece no G4, a zona de acesso, com 39 pontos, em quarto lugar. O Figueirense encostou no bloco de frente, com 37 pontos, em sexto.

 

 

Mais conteúdo sobre:
futebol Figueirense torcida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.