Sirli Freitas/Chapecoense
Sirli Freitas/Chapecoense

Após queda na Copa do Brasil, Chapecoense tenta reagir contra o São Paulo

Técnico Guto Ferreira faz mistério, mas indica que repetirá e escalação que derrotou o Corinthians por 2 a 1

Estadão Conteúdo

19 Agosto 2018 | 07h28

Após a dura eliminação nas quartas de final da Copa do Brasil na derrota para o Corinthians por 1 a 0, a Chapecoense virou a chave e passou a focar somente no Campeonato Brasileiro. O técnico Guto Ferreira faz mistério, mas indica que repetirá e escalação que derrotou o próprio clube paulista, por 2 a 1, na última rodada do torneio, diante do São Paulo, às 19 horas deste domingo, no Morumbi.

A única dúvida ficou por conta de Bruno Pacheco. O lateral-esquerdo foi preservado dos últimos treinos, mas viajou com a delegação e passará por um último teste para saber se tem reais condições de atuar. Em caso negativo, Alan Ruschel assume a titularidade.

"Quanto mais opções tivermos, é melhor. Temos condições de montar uma equipe forte sempre. Eu sempre digo que o bom é o guerreiro que vai para o campo, quem não vai não adianta ficar lamentando. Tem que exaltar e confiar em quem vai para o campo. A partir da nossa estratégia, vamos definir nosso time titular", afirmou o treinador.

Em comparação ao jogo contra o Corinthians na Copa do Brasil, Guto ganhou seis peças para enfrentar o São Paulo. São eles: Diego Torres e Orzusa, que não estavam inscritos na competição, Leandro Pereira e Rafael Pereira, que haviam jogado por outra equipe, além de Vinícius Freitas e Osman, vetados pelo departamento médico.

Todos estarão à disposição desta vez. "O São Paulo vem fazendo um campeonato sólido até aqui. É consistente quando joga dentro de casa. Mas apesar de suas qualidades, temos que confiar em nossos jogadores, montar uma estratégia para surpreender", diz o treinador.

Ainda lutando para se afastar da zona de rebaixamento, a Chapecoense tem 21 pontos, e já soma três jogos sem derrotas no Brasileirão.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.