Filipe Araujo/AE
Filipe Araujo/AE

Após Corinthians reclamar, Libertadores terá prêmio 40% maior

Andrés prometeu boicotar torneio se premiação não melhorasse

Estadão Conteúdo

21 de dezembro de 2015 | 20h45

Além de divulgar os cabeças de chave do sorteio da Copa Libertadores, marcado para acontecer nesta terça-feira, a Conmebol divulgou nesta terça e premiação do torneio continental com um reajuste de 40% nas cotas em relação ao ano anterior. A mudança saiu depois que o Corinthians, por meio do seu superintendente de futebol, Andrés Sanchez, ameaçou boicotar a competição se não houvesse uma premiação maior.

O campeão ganhará US$ 3 milhões (R$ 12,07 milhões) pelo título e o vice, US$ 1,5 milhão (R$ 6,03 milhões), por ter disputado a final. Somados os valores das fases anteriores, o vencedor poderá faturar pouco mais de US$ 7 milhões (R$ 28,16 milhões).

A Conmebol premiará os clubes com US$ 400 mil (R$ 1,609 milhão) por disputar a fase preliminar, que é mata-mata e anterior ao estágio de grupos. Os times que disputarão a fase de grupos ganharão US$ 450 mil (R$ 1,810 milhão) por jogo. O jogo das oitavas de final vale US$ 750 mil (R$ 3,017 milhões) por time. Quem chegar às quartas de final receberá US$ 950 mil (R$ 3,821 milhões). E a semifinal pagará US$ 1,25 milhão (R$ 5,03 milhões) por duelo.

O sorteio dos grupos da Libertadores acontecerá nesta terça-feira, às 21h30, em Assunção, no Paraguai. Dos brasileiros, Corinthians e Atlético-MG, respectivos atuais campeão e vice-campeão brasileiro, são cabeças de chave. Os outros serão Boca Juniors, River Plate, Peñarol, Nacional-URU, Olímpia e San Lorenzo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.