Alexandre Vidal/Fla Imagem
Alexandre Vidal/Fla Imagem

Após reclamação formal do Vasco, árbitro auxiliar é afastado pela FERJ

Rodrigo Castanheira falhou no clássico com Flamengo ao não apontar gol para clube cruzmaltino

AE, Agência Estado

18 de fevereiro de 2014 | 20h25

RIO - Criticado por todas as partes e alvo de uma reclamação formal do Vasco à Federação de Futebol do Rio (FERJ), o árbitro auxiliar Rodrigo Castanheira, que falhou no clássico contra o Flamengo ao não apontar um gol para o clube cruzmaltino, foi afastado pela FERJ. No lance, a bola claramente entrou mas Castanheira, postado sobre a linha de fundo exatamente para checar isso, não viu.

Em comunicado assinado pelo presidente da FERJ, Rubens Lopes, o afastamento é explicado pelo "grave, evidente e inquestionável erro" de Castanheira no clássico. O texto pondera, porém, que o árbitro tem 10 anos de experiência no auxiliar o que indica que não há "incompetência, despreparo ou desatualização".

Assim, Lopes decide afastar o auxiliar considerando "a possibilidade de ocorrências de distúrbios clínicos, oftalmológicos ou psicológicos" para justificar o erro. As ameaças sofridas por Castanheira também é argumento para a FERJ decidir pelo afastamento dos sorteios das escalas de jogos "até que avaliação médica, clínica, oftalmológica e psicológica atestem aptidão para o retorno".

Nesta terça, o auxiliar registrou queixa na polícia, depois de receber várias ameaças por meio de redes sociais. Ele reuniu todas as mensagens em um arquivo e o entregou na Cidade da Polícia, zona norte do Rio. Casado com uma policial civil, Rodrigo Castanheira disse que queria garantir sua integridade física.

No clássico, o Flamengo ganhou de virada do Vasco por 2 a 1. No lance do gol vascaíno não marcado, quando o jogo ainda estava 0 a 0, Rodrigo Castanheira estava na linha de fundo para auxiliar o árbitro e não viu que a bola entrou após uma cobrança de falta do meia Douglas, que bateu no travessão e dentro do gol antes da defesa do goleiro Felipe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.