Nilton Fukuda/AE
Nilton Fukuda/AE

Após renovação, Abel começar a planejar 2013 no Flu

Lateral-direita, meio-campo e ataque são setores que necessitam de maior atenção, segundo técnico

AE, Agência Estado

21 de novembro de 2012 | 18h53

RIO - Com a renovação contratual do técnico Abel Braga resolvida, a diretoria do Fluminense e a comissão técnica já iniciaram a preparação para a próxima temporada. Uma reunião ainda esta semana vai estabelecer os alvos a serem perseguidos pelo clube, mas Abel já definiu as posições que julga mais carentes: a lateral-direita, o meio-campo e o ataque.

"Essas são as prioridades do Fluminense agora. O Abel pediu reforços para essas três posições. Na lateral, temos que trazer alguém para a vaga do Wallace, que só fica até o meio do ano. Queremos também um meia e um atacante de lado de campo para o caso de o Wellington Nem se machucar", antecipou o vice de futebol Sandro Lima. "Temos uma lista com bons nomes".

O torcedor tricolor deve ver em 2013 os mesmos jogadores que conquistaram o tetracampeonato brasileiro por antecipação. Quase todos do atual elenco têm contrato por pelo menos mais uma temporada. As exceções são o lateral-direito Wallace, já vendido ao Chelsea e que fica nas Laranjeiras por empréstimo até junho, e o lateral-esquerdo Thiago Carleto, cujo empréstimo do São Paulo se encerra no mês que vem. "O grupo pediu a permanência do Thiago Carleto, mas ainda vamos conversar. O preço fixado pelo São Paulo é alto", disse Lima.

Sobre os insistentes rumores de que o Fluminense corteja Ronaldinho Gaúcho, o dirigente máximo do futebol tricolor mais uma vez destacou que tem preferência pelo retorno de Conca, mas alertou que o argentino ainda está preso a um clube chinês por mais um ano.

"Conca sempre será a nossa prioridade número 1. Mas isso não quer dizer que vamos contratá-lo. Ele ainda tem contrato por mais um ano com o Guangzhou (Evergrande) e vai ser difícil tirá-lo de lá antes disso", declarou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminenseAbel Braga

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.