Após retorno precoce, Ganso desfalca Santos na Vila

Após apressar o retorno de Paulo Henrique Ganso aos gramados, o Santos corre o risco de perder o meia por alguns jogos do Campeonato Brasileiro. O jogador só deveria voltar ao time no segundo jogo da semifinal da Copa Libertadores, contra o Corinthians, mas acabou retornando precocemente para o primeiro duelo.

SANCHES FILHO, Agência Estado

21 de junho de 2012 | 18h32

Como a volta ao time se deu apenas 19 dias após ser submetido a uma artroscopia, Ganso precisará passar por um trabalho físico especial para reequilibrar a musculatura das duas pernas. Desta forma, está fora do jogo contra o Coritiba, domingo à noite, na Vila Belmiro, pela sexta rodada do Brasileirão.

O departamento médico do clube ainda não informou quanto tempo durará o trabalho físico especial. O Brasileirão virou prioridade para o técnico Muricy Ramalho, que quer compensar a eliminação na Libertadores, na noite de quarta-feira, com mais um título nacional.

FUCILE - Depois de nove semanas de tratamento conservador para curar uma lesão na articulação do pé esquerdo, Fucile deve ser liberado pelo departamento médico para voltar a correr em volta dos campos no CT Rei Pelé na próxima terça-feira. David Braz e Bernardo, com lesões musculares, vão fazer fisioterapia por mais duas semanas. O lateral Galhardo ficará parado por mais dois meses.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCGanso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.