Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Após reunião, Ferj sugere volta do Carioca com Flamengo x Bangu nesta quinta-feira

Maioria dos clubes participantes aprova retorno da competição, mas ainda será necessário aval das autoridades; Botafogo e Fluminense não gostariam de começar

Redação, Estadão Conteúdo

16 de junho de 2020 | 07h50

O Campeonato Carioca pode voltar a ser disputado já nesta semana. Após mais de oito horas de Conselho Arbitral, que foi encerrado na madrugada desta terça-feira, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e a maioria dos clubes aprovaram a proposta de retomada da competição a partir deste sábado, com a possibilidade de antecipação do jogo entre Bangu e Flamengo, que já se consideram prontos para entrar em campo, para quinta-feira. Tudo dependerá agora da aprovação das autoridades para o protocolo de segurança elaborado.

Flamengo e Vasco sempre estiveram à frente da retomada. Seus presidentes estiveram com o presidente jair Bolsonaro para discutir sobre o assunto. De acordo com o anunciado pela própria federação, o primeiro jogo da volta pós-pausa será no estádio do Maracanã, que nesta terça completa 70 anos. Bangu e Flamengo aceitaram fazer o duelo seguindo diretrizes estabelecidas pela Ferj. Já o Vasco voltará a campo neste domingo diante do Macaé. A definição, no entanto, ainda precisa do aval em definitivo do governo do Estado do Rio, uma vez que instituiu a fase 2 da flexibilização do isolamento para ter início nesta quarta-feira.

Fluminense e Botafogo, mais uma vez, se colocaram contrários à decisão de retorno do Campeonato Carioca durante toda a reunião, pedindo a volta para o mês de julho com o argumento de darem tempo de treinamento aos atletas e os números da pandemia do novo coronavírus diminuírem. Porém, foram votos vencidos e a Ferj marcou as partidas de ambos para os dias 22 e 24 de junho. Os dois clubes prometeram tomar medidas, até mesmo judiciais, contra a decisão. E não deram certeza de que vão colocar seus times em campo.

A reunião estava marcada para as 15 horas de segunda, mas começou com aproximadamente 1h30 de atraso. Houve uma parada à noite, por volta das 21 horas, e depois o arbitral seguiu até 1h30 desta terça-feira. Ele foi suspenso e retornará nesta terça ainda, às 20 horas, quando serão discutidos, por exemplo, os horários e os locais dos jogos.

MUDANÇAS

Outras pautas foram debatidas e algumas mudanças ficaram definidas: o número de substituições passou de três para cinco com a possibilidade de três paradas sem contar o intervalo; o número de jogadores amadores permitidos por time passou de quatro para usar até 12 atletas, uma alternativa para ajudar os clubes menores; e atletas que já atuaram no Campeonato Carioca por um time e mudaram de equipe estão autorizados a jogar pelo novo time.

Todos os clubes foram representados por seus presidentes, exceto o Flamengo. Cacau Cotta, diretor de relações externas, e Bruno Spindel, diretor executivo de futebol, falaram em nome do time rubro-negro. o Estado do Rio de Janeiro, até esta segunda-feira, somava mais de 7.700 mortes por causa da covid-19, com quase 81 mil infectados e a maior taxa de letalidade do País (9,55%).

Confira as datas da rodada do Campeonato Carioca

18/06 - Bangu x Flamengo

19/06 - Portuguesa-RJ x Boavista

21/06 - Vasco x Macaé

21/06 - Madureira x Resende

22/06 - Botafogo x Cabofriense

22/06 - Fluminense x Volta Redonda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.