Ricardo Duarte/Internacional
Ricardo Duarte/Internacional

Após revés em Gre-Nal, Inter mira reação contra o Ceará no Castelão

Sequência de dois jogos sem vitória fez o time gaúcho deixar o G-6 do Brasileirão

Redação, Estadão Conteúdo

07 de novembro de 2019 | 06h34

A derrota no clássico Gre-Nal, por 2 a 0, no último final de semana, já ficou para trás no Internacional. Para não perder o G-6 de vista, o time gaúcho busca a reabilitação nesta quinta-feira, contra o Ceará, às 19h30, na Arena Castelão, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Não podemos lamentar muito, pois temos que vencer o próximo jogo. Já conversamos isso internamente e vamos trabalhar para corrigir os detalhes", disse o zagueiro Rodrigo Moledo, após a derrota para o arquirrival Grêmio, na rodada passada.

A sequência de dois jogos sem vitória fez o Inter deixar o G-6, mas ainda segue na briga por uma vaga na Copa Libertadores de 2020, com 46 pontos.

Diante da necessidade de um resultado positivo e da possibilidade de mudanças, o técnico Zé Ricardo fechou o último treinamento antes da viagem para a capital cearense. A principal dúvida do treinador é entre Neíton e D'Alessandro.

O treinador será forçado a fazer duas alterações, já que o goleiro Marcelo Lomba foi expulso e o volante Edenílson recebeu o terceiro cartão amarelo diante do Grêmio. Danilo Fernandes vai para o gol e Patrick deve entrar no meio-campo.O uruguaio Nico López também recebeu o terceiro cartão amarelo e é desfalque, mas ele vinha sendo opção no banco de reservas. A boa notícia é que o lateral-direito Heitor retorna após cumprir suspensão automática na vaga de Bruno.

PREOCUPADO COM QUEDA

O Ceará viverá no próximo domingo todas as emoções de mais um clássico, na esperança de vencer o Fortaleza, como fez no primeiro turno. Antes, no entanto, terá o Internacional pelo caminho. E, por isso, a ordem é de deixar o arquirrival de lado até o apito final da partida contra os gaúchos.

"Eu preciso pensar jogo a jogo. Eu tenho respeito pelo clássico, entendo a importância, mas temos que pensar no adversário difícil que nós temos, que é o Internacional, campeão do mundo, bicampeão da Libertadores, um treinador que nos conhece, o Zé Ricardo. A gente vai enfrentar uma grande agremiação, então não dá para pensar no Fortaleza. A atenção é com o Internacional, porque precisamos fazer um jogo perfeito", disse o treinador Adilson Batista.

Com 33 pontos, o Ceará corre o risco de terminar a rodada dentro da zona de rebaixamento caso seja derrotado pelo Internacional. Até por isso, Adilson não deu sinais de que pode poupar jogadores pensando na partida contra o Fortaleza. De qualquer maneira, o time terá mudanças graças à liberação de alguns atletas que estavam em tratamento no departamento médico.

A lista de liberados tem o zagueiro Luiz Otávio, o lateral-esquerdo João Lucas, o volante William Oliveira, o meia Lima e o atacante Matheus Gonçalves. Os três primeiros devem voltar ao time nos lugares, respectivamente, de Eduardo Brock, Cristovam e Ademir. Além disso, o meia Ricardinho, utilizado apenas no segundo tempo contra o Palmeiras, deve recuperar sua posição no time titular, na vaga que foi preenchida por Pedro Ken.

O goleiro Richard se recupera de cirurgia e segue em tratamento, enquanto o zagueiro Tiago Alves, o atacante Romário, o meia Juninho Quixadá e o atacante Alex Amado estão em fase de transição.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.