Rafael Ribeiro / vasco.com.br
Rafael Ribeiro / vasco.com.br

Após revés, Luxa faz alerta no Vasco: 'Não vai cair, mas vai sofrer até o fim'

Técnico diz entender vaias da torcida depois da derrota em casa para o Bahia

Redação, Estadão Conteúdo

07 de setembro de 2019 | 15h29

Após a derrota por 2 a 0, em casa, para o Bahia neste sábado, o técnico do Vasco, Vanderlei Luxemburgo, disse que o resultado não altera os objetivos do clube e que a briga é mesmo pela permanência na primeira divisão.

"Para mim, nossa competição não muda. É essa de somarmos pontos para sairmos da confusão e manter o time na primeira divisão. Não tem outro trabalho, criar expectativas. Temos de somar pontos para sair da zona da confusão e manter o Vasco na Série A", concluiu.

O treinador foi além e afirmou que a briga contra o rebaixamento não vai ser fácil e que o torcedor pode se preparar para sofrer até o fim do Campeonato Brasileiro. "Nosso time vai sofrer até o fim do Brasileirão. Não vai cair, mas vai sofrer até o fim", completou.

Luxemburgo ressaltou ainda que não se abala com as manifestações da torcida. O time deixou o gramado de São Januário sob vaias dos mais de 19 mil torcedores presentes, mas o treinador vê a manifestação como algo normal em um time grande.

"Não ganhou, vem vaia. É time grande. Isso aqui é Vasco da Gama. Se não ganhar em casa, com a instabilidade que se tem dentro do clube, isso vem para dentro do campo. Temos de nos preparar para isso. Não é nada que eu não tenha conhecimento", finalizou o técnico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.