Após revés, Messi fica fora de treino por causa de febre

Após amargar uma atuação apagada na derrota por 3 a 1 para o Real Madrid, na última terça-feira, em pleno Camp Nou, onde o Barcelona acabou sendo eliminado na semifinal da Copa do Rei, Messi ficou fora do treino que faria nesta quarta. O clube catalão alegou que o jogador não participou da atividade por enfrentar um processo febril, sendo que foi visitado por médicos pela manhã em sua casa.

AE, Agência Estado

27 de fevereiro de 2013 | 10h13

O Barça informou que o atleta foi medicado e aconselhado a ficar em repouso. O clube disse esperar que o jogador possa treinar ao menos na sexta-feira, no último trabalho de preparação para o clássico justamente contra o Real, em Madri, neste sábado, pelo Campeonato Espanhol.

Messi tinha a sua presença esperada em atividade de recuperação que foi realizada pelos titulares do Barça que enfrentaram o time madrilenho na última terça. O meia Xavi, por sinal, acabou também não participando deste treinamento para ser submetido a um trabalho de fisioterapia.

Após o duelo da última terça, o meio-campista preferiu adotar um discurso positivo ao comentar a eliminação do Barcelona na Copa do Rei. "Nos restam os dois títulos mais importantes", disse Xavi, se referindo ao fato de que o clube catalão lidera com folga o Campeonato Espanhol e ainda está na luta pelo título da Liga dos Campeões, na qual lutará para reverter uma vantagem de 2 a 0 obtida pelo Milan, na Itália, no confronto de ida das oitavas de final. "Faltam 90 minutos contra o Milan e estamos otimistas", assegurou.

Já ao comentar o revés sofrido diante do Real, o jogador lamentou o fato de o Barcelona não ter conseguido um melhor placar no duelo de ida da semifinal, em Madri, onde empatou por 1 a 1 em um jogo no qual desperdiçou várias chances de gol. "Se não marcas a diferença no momento em que está bem na partida você paga um preço. Na partida de ida fomos muito superiores e não fomos efetivos", reconheceu Xavi, admitindo também que o gol de pênalti sofrido já no primeiro tempo do confronto da última terça-feira "afetou muitíssimo" a equipe e a fez ter "mais ansiedade do que o habitual" na continuidade do jogo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBarcelonaMessi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.