Márcio Cunha/ACF
Márcio Cunha/ACF

Após saída de Ney Franco, Chapecoense busca reabilitação no Brasileirão

Interino Emerson Cris vai realizar mudanças na formação titular que sofreu a goleada contra o São Paulo

Redação, Estadão Conteúdo

28 de julho de 2019 | 09h28

Sob o comando de Emerson Cris, que assumiu interinamente a vaga de treinador após a demissão de Ney Franco na última quinta-feira, a Chapecoense busca a reabilitação no Campeonato Brasileiro neste domingo, contra o Bahia, às 11 horas, na Arena Condá, pela 12ª rodada.

Ney Franco foi demitido devido a campanha ruim realizada pelo time catarinense no campeonato. Amargando um jejum de cinco jogos sem vitória - quatro derrotas e um empate -, a Chapecoense tem apenas oito pontos e aparece na zona de rebaixamento, na frente apenas de CSA e Avaí.

Apesar de não ter tido muito tempo para treinar o time, Emerson Cris vai realizar mudanças em relação a formação que iniciou na goleada sofrida para o São Paulo, por 4 a 0, na última segunda-feira. A defesa é o único setor que será mantido.

No meio-campo, o volante Augusto e o meia Campanharo entram nos lugares de Amaral e Arthur Gomes, respectivamente. Regularizado após ter seu nome publicado no BID da CBF, o atacante Henrique Almeida deve fazer sua estreia na vaga de Renato Kayzer.

"A parte tática muda um pouco, respeitando a cultura local. A Chapecoense é um time aguerrido, de pegada. Vamos mudar algumas peças para termos um time assim, que pressiona. Vai ser um jogo difícil. Vamos trabalhar para mudar nossa situação", afirmou o treinador interino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.