Alexandre Loureiro/Vipcomm
Alexandre Loureiro/Vipcomm

Após sair perdendo, Flamengo arranca empate do Grêmio no Engenhão

Empate não deixa equipe da casa se afastar da zona do rebaixamento; Gaúchos ficam longe da ponta

Tiago Rogero/AE, O Estado de S. Paulo

16 de setembro de 2012 | 18h00

Depois de criar muitas chances e pressionar o Grêmio no segundo tempo, o Flamengo apenas conseguiu o empate, neste domingo, por 1 a 1, no Engenhão. O rubro-negro interrompeu a sequência de derrotas, mas completou o sétimo jogo sem vitória. Já o time gaúcho, que marcou o primeiro gol, não aproveitou as derrotas de Fluminense e Atlético-MG, e ficou apenas um ponto mais próximo dos líderes.

Graças ao empate do Internacional com o Sport, em Porto Alegre, por 2 a 2, o Flamengo se manteve a quatro pontos da zona de rebaixamento, na mesma 16.ª posição que ocupava antes da rodada. O Grêmio também se manteve, em terceiro, agora com 48 pontos (cinco a menos que o Flu; três a menos que o Atlético-MG, seu adversário na próxima rodada, em Belo Horizonte).

Depois de sair na frente, o Grêmio recuou e não mais conseguiu jogar. O Flamengo, muito mais na base da vontade que na qualidade técnica, conseguiu o empate e criou chances para a virada, no segundo tempo, mas não teve sucesso.

Para o atacante Vagner Love, o Flamengo jogou bem. "Tivemos uma desatenção no primeiro tempo. O time correu, batalhou, poderíamos ter saído daqui com um resultado positivo", disse. "Temos de somar pontos. Não estamos em uma posição boa, então temos de somar. Agora é trabalhar para buscar os três pontos contra o Atlético-GO".

"Tivemos mais oportunidades no primeiro tempo e deveríamos ter ampliado. Depois ficamos atrás e sofremos um pouquinho", disse o gremista Elano.

O JOGO

Liedson quase marcou de letra no primeiro minuto; a bola passou raspando. O começo de jogo foi morno, sem muitas emoções, mas o Grêmio aproveitou a primeira oportunidade que teve, aos 18 minutos. Elano deu ótimo passe para Marcelo Moreno, que entrou livre na área e bateu bem, tirando a bola de Felipe.

O Grêmio recuou e Liedson quase empatou aos 23. Ramon cruzou rasteiro, a defesa cortou mal e a bola sobrou para o atacante do Flamengo, que bateu bem, mas a bola tocou no travessão e saiu. Apesar do volume maior de jogo, os jogadores do Flamengo não conseguiram o empate antes do fim do primeiro tempo, e deixaram o campo vaiados.

O Flamengo voltou melhor no segundo tempo e, depois de uma chance perdida por Vagner Love, Adryan marcou o gol de empate aos 16. Ibson sofreu falta na entrada da área. O jovem Adryan, que havia entrado em lugar de Luiz Antonio, acertou ótima cobrança de falta, no ângulo direito, e marcou um golaço.

Aos 35, o garoto Nixon, que entrou em lugar de Liedson, recebeu lançamento e ganhou na corrida de Werley. O atacante bateu rasteiro, mas em cima de Grohe. Nixon ainda teve outra chance aos 43, mas a bola passou longe do gol.

FLAMENGO 1 X 1 GRÊMIO

FLAMENGO - Felipe; Wellington Silva, Frauches, González e Ramon; Luiz Antonio (Adryan), Cáceres, Ibson e Léo Moura (Bottinelli); Liedson (Nixon) e Vagner Love. Técnico: Dorival Júnior.

GRÊMIO - Marcelo Grohe; Pará, Werley, Gilberto Silva e Anderson Pico; Marco Antônio (Vilson), Souza (Marquinhos), Elano e Zé Roberto; Kleber e Marcelo Moreno (Leandro). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GOLS - Marcelo Moreno, aos 18 minutos do primeiro tempo; Adryan, aos 16 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Ricardo Marques Ribeiro (MG/Fifa).

CARTÃO AMARELO - Gilberto Silva (Grêmio); González (Flamengo).

RENDA - R$ 233.790,00.

PÚBLICO - 11.968 pagantes.

LOCAL - Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.