Daniele Mascolo/Reuters
Daniele Mascolo/Reuters

Após se desentender com Lukaku, Ibrahimovic diz que 'não há lugar para o racismo'

Atacante publicou um vídeo com duas crianças, uma branca e uma negra, se abraçando na rua

Redação, Estadão Conteúdo

27 de janeiro de 2021 | 12h12

Um dia após se desentender com Romelu Lukaku e dizer para o atacante belga ir "fazer vodu", Zlatan Ibrahimovic se manifestou, nas redes sociais, declarando que "não há lugar para o racismo" no futebol e que "somos todos iguais". O incidente ocorreu durante clássico entre Inter de Milão e Milan, pela Copa da Itália, disputado na última terça-feira.

Na publicação, Ibrahimovic também colocou um vídeo com duas crianças, uma branca e uma negra, se abraçando na rua. "No mundo do Zlatan não há lugar para o racismo. Somos todos da mesma raça - somos todos iguais! Somos todos jogadores, alguns melhores do que outros", escreveu em texto publicado no Instagram.

O desentendimento entre Ibrahimovic e Lukaku aconteceu no fim do primeiro tempo da partida. "Chame sua mãe, vá fazer seus rituais de vodu de m..., burro", declarou Ibrahimovic, de acordo com leitura labial feita pela imprensa italiana. O belga respondeu com ofensas para a mãe do atacante sueco do Milan.

Pela confusão, ambos foram advertidos com o cartão amarelo. E o belga chegou a tentar ir para cima do sueco na saída para o vestiário, sendo contido pelos seus companheiros na Inter de Milão. Eles foram companheiros de clube no Manchester United.

Durante o segundo tempo do clássico, Ibrahimovic recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso por uma falta. E a Inter venceu o Milan por 2 a 1, com o gol do triunfo sendo marcado nos acréscimos da etapa final, o que a classificou às semifinais da Copa da Itália.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.