Vítor Silva/Botafogo
Vítor Silva/Botafogo

Após seis meses, Gatito volta ao gol do Botafogo contra o Corinthians

Paraguaio será titular na partida de domingo, no Engenhão, pelo Campeonato Brasileiro

Estadão Conteúdo

31 Outubro 2018 | 21h38

Em situação preocupante no Campeonato Brasileiro, muito perto da zona de rebaixamento, o Botafogo terá um grande reforço para a importante partida contra o Corinthians, neste domingo, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, pela 32.ª rodada. Após seis meses de inatividade, o goleiro paraguaio Gatito Fernández está recuperado de uma lesão no punho direito e foi confirmado como titular da meta alvinegra.

"Vou enfrentar o Corinthians no domingo e estou me sentindo cada vez melhor. Fico muito feliz por poder voltar nesse momento do campeonato para ajudar o time e meus companheiros. Tudo que aconteceu já passou e agora é olhar para frente. Hoje em dia me sinto muito bem, estou bastante melhor das dores. Já esqueci a dor da mão quando treino e estou feliz por conseguir ter sequência de qualidade nos treinos praticamente sem dor. Para entrar tenho que estar 100% e me sinto assim", disse Gatito.

O anúncio de seu retorno aos jogos foi feito pelo próprio goleiro em entrevista coletiva nesta quarta-feira, após o treinamento no campo anexo ao Engenhão. O coordenador do departamento médico alvinegro, Christiano Cinelli, esteve ao lado do paraguaio.

"Realmente era um pouco difícil. Sempre tive a vontade de ajudar, tanto que no jogo que machuquei já estava com muita dor. Talvez a melhor resposta era não ter jogado aquele jogo contra o Sport (em abril) para me poupar e voltar no próximo jogo, mas sou assim e vou no meu limite. As mensagens dos torcedores foram muito boas e estou bastante feliz", comentou.

Gatito fez questão de elogiar o reserva Saulo, que teve de substituir também outro grande nome do gol botafoguense: Jefferson. "Acho que o Saulo pegou um momento difícil do clube, uma situação complicada e nunca tinha vivido essa situação. Fez grandes jogos e ajudou bastante. É qualificado e mesmo sem muita experiência fez grande jogos. Fico feliz pelas partidas que ele fez e dá para ver que o Botafogo está bem servido de goleiros quando o Diego também precisou entrar. Nosso grupo se apoia bastante", afirmou.

O que o goleiro quer neste domingo é o estádio do Engenhão lotado contra o Corinthians. "Estou esperando um Nilton Santos (Engenhão) lotado, com a torcida do Botafogo nos apoiando e empurrando o time para frente. Essa é a única maneira para tirarmos o time dessa situação. Estou esperando um estádio lotado, seria bom para nós", completou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.