Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Após ‘sentir a derrota’, Paulo Roberto promete correr por Loss no Corinthians

Volante destaca postura da equipe após tropeço diante do Millonarios

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

25 Maio 2018 | 17h41

 O elenco do Corinthians se apresentou na tarde desta quinta-feira, após a derrota por 1 a 0 para o Millonarios, pela Libertadores, em jogo que marcou a estreia de Osmar Loss como o treinador da equipe. O volante Paulo Roberto, que deve ser uma das novidades contra o Internacional, domingo, comentou sobre o tropeço do time e a necessidade de conseguir bons resultados para ajudar o novo comandante.

+ Corinthians tenta a contratação de meia brasileiro que atua na Bélgica 

+ Corinthians não recebe notificação da CBF e vê Rodriguinho livre para jogar

 “Toda mudança gera desconfiança. O que posso dizer é que o grupo está fechado com o Loss. Ele é uma pessoa querida do grupo, conhece a metodologia e os jogadores. Vamos fazer de tudo para ajudá-lo, correr para ele e minimizar essa desconfiança o mais rápido possível”, disse o volante, em entrevista nesta sexta-feira, no CT Joaquim Grava.

Paulo Roberto assegura que não sentiu grandes diferenças entre Loss e Carille por enquanto. Ele ainda garantiu que, embora a derrota para o Millonarios não tenha causado grandes transtornos para a equipe, que se classificou como líder do grupo 7, os jogadores sentiram o tropeço em casa.

 

“Perder nunca é bom. O bacana desse grupo é que a gente sente a derrota e fica triste. É ruim. Mas o bom da equipe é que a gente consegue de um dia para o outro focar na próxima partida. Nosso lema é sempre o próximo jogo. Ver o que acertou e errou para seguir essa caminhada”, comentou.  

 

A definição da equipe só deverá ocorrer no sábado, em treinamento que será realizado pela manhã. Losso já avisou que pode poupar alguns jogadores. Desfalque certo é o volante Gabriel, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O Corinthians pode ir a campo com Walter; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Paulo Roberto e Maycon; Mateus Vital, Jadson, Rodriguinho e Romero.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.