Após ser banido, volante Rafinha é absolvido pelo STJD

Banido do futebol profissional, o volante Rafinha, do Toledo (PR), que teria combinado resultado de um jogo com o Marcílio Dias (SC) pela Série C no ano passado, foi absolvido pelo Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), nesta sexta-feira. O jogador havia sido banido do esporte no último julgamento, ainda em 2008, por ter admitido, em entrevista a uma rádio, que os dois times combinaram o empate para garantir a classificação de ambos para a terceira fase da Série C do Campeonato Brasileiro. Ao final do julgamento, Rafinha, de 19 anos, agradeceu o apoio do Toledo, que manteve o seu contrato, apesar da punição anterior. "Foram cinco meses de sofrimento. Agora é esquecer o que aconteceu no passado e pensar em um futuro brilhante. Agradeço a todos que me ajudaram neste momento difícil da minha vida. Com certeza fiquei mais cinco anos experientes", desabafou ao site Justiça Desportiva.A absolvição de Rafinha só foi possível porque a Procuradoria do STJD pediu a desclassificação da pena anterior para o artigo 258 (assumir atitude contrária à disciplina ou à moral desportiva) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. No primeiro julgamento, o Pleno havia condenado o atleta com base no artigo 275 (proceder de forma atentatória à dignidade do desporto, com o fim de alterar resultado de competição).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.