Vitor Silva/SSPress/Botafogo
Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Após sete meses, João Paulo admite ansiedade para voltar ao Botafogo

Em março, meia sofreu fraturas em dois ossos da perna direita após uma entrada duríssima de Rildo, do Vasco

Estadão Conteúdo

30 Outubro 2018 | 16h22

O meia João Pedro concedeu nesta terça-feira sua primeira entrevista coletiva desde a grave lesão sofrida em março. Depois de mais de sete meses de recuperação, a volta ao futebol está próxima e o jogador tenta conter a ansiedade. Mesmo assim, admitiu que pretende vestir a camisa do Botafogo ainda este ano.

"Um prazer voltar a falar depois de tanto tempo. Uma lesão grave e nunca tinha passado por nada parecido, mas correu tudo bem. Estou dentro do período de recuperação e minha expectativa é de voltar esse ano. Ainda sinto dores na região e musculares, parte do processo. Estou sendo acompanhado por todos, não posso dizer quando, mas quero voltar", declarou.

Em 18 de março, pelo Campeonato Carioca, João Paulo sofreu fraturas em dois ossos da perna direita após uma entrada duríssima do atacante Rildo, no clássico diante do Vasco. O botafoguense foi submetido a cirurgia, passou por uma longa reabilitação e agora vive a angústia por não poder ajudar a equipe em momento complicado no Campeonato Brasileiro.

"A ansiedade existe desde março pelo retorno. Infelizmente, não vivemos uma situação agradável, é difícil ver de fora, mas tenho que ter a sabedoria de saber que tenho que dar 100% para não prejudicar a equipe. Aqui ninguém faz corpo mole, a torcida está chateada e também estamos", comentou.

Apesar da violência da falta, João Paulo garantiu não ter qualquer rancor de Rildo. "Já falei com ele na época, foi ao hospital no dia seguinte ao acontecido e não nos falando mais. Mas já deixei claro que desejo todo sucesso para ele."

Nesta terça, foi um colega de João Paulo que deu susto no treino do Botafogo. O zagueiro Marcelo Benevenuto sofreu uma torção no joelho esquerdo e precisou deixar a atividade. Ele deve passar por exames nos próximos dias, mas, suspenso, já estava descartado para o duelo diante do Corinthians, domingo, no Engenhão.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Botafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.