Reprodução/Twitter/Olympique
Reprodução/Twitter/Olympique

Após temporada ruim, Olympique de Marselha anuncia técnico Villas-Boas

Português assume o lugar de Rudi Garcia e assina por duas temporadas

Redação, Estadão Conteúdo

28 de maio de 2019 | 15h24

Depois de amargar uma temporada decepcionante, no qual não conseguiu conquistar nenhum grande objetivo que almejava, o Olympique de Marselha anunciou nesta terça-feira a contratação do técnico André Villas-Boas. O treinador assumiu o lugar do demitido Rudi Garcia e assinou acordo de dois anos com o clube francês.

Finalista da Liga Europa no ano passado, o Olympique terminou no último lugar do seu grupo e foi eliminado de forma precoce da atual edição do torneio continental, que será encerrado nesta quarta-feira com a final entre Chelsea e Arsenal, no Azerbaijão. Para completar, a equipe foi eliminada na primeira fase das copas francesas e terminou o Campeonato Francês na quinta posição, logo abaixo da zona de classificação para as competições continentais.

Com apenas 41 anos de idade, Villas-Boas treinou anteriormente o Chelsea, o Tottenham, o Porto, o Zenit St. Petersburg, da Rússia, e o Shanghai SIPG, da China. E ele assumirá o seu novo cargo no próximo dia 1º de julho.

O português estava sem clube há um ano e será apresentado como novo comandante do Olympique nesta quarta-feira. Campeão da Liga Europa pelo Porto em 2021, Villas-Boas se tornou o primeiro treinador de Portugal a ficar à frente da equipe de Marselha.

Por meio do comunicado no qual Villas-Boas foi oficializado como novo técnico do Olympique, o presidente do clube francês, Jacques-Henri Eyraud, ressaltou que o português "possui um perfeito conhecimento das exigências do mais alto nível" do futebol europeu, no qual também trabalhou como auxiliar de José Mourinho no Chelsea e na Inter de Milão.

"A filosofia e o sistema de jogo de André Villas Boas estão em linha com o que desejamos para o Olympique de Marselha e contribuirão para revitalizar nosso projeto depois de uma temporada decepcionante", afirmou também o proprietário do clube, Franck McCourt, neste mesmo comunicado oficial distribuído nesta terça-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.