Claudio Lattanzio|EFE
Claudio Lattanzio|EFE

Após ter carros incendiados, presidente do Pescara diz que deixará clube

Clube faz uma das piores campanhas da história do Italiano e ocupa lanterna

Estadao Conteudo

07 de fevereiro de 2017 | 19h14

A pressão da torcida em meio à situação desesperadora do Pescara chegou a níveis insustentáveis nesta terça-feira, quando o presidente do clube teve dois de seus carros incendiados. Horas depois do crime ocorrido em frente à sua residência, Daniele Sebastiani anunciou que vai deixar o cargo no fim deste ano.

"Estou ultrajado. No fim do ano, vou deixar o clube", confirmou o dirigente em entrevista à rádio local Il Centro. O anúncio foi realizado após as primeiras investigações da polícia de Pescara, que concluiu que o incêndio ocorrido pela manhã foi, de fato, criminoso.

O Pescara faz uma das piores campanhas da história do Campeonato Italiano e ocupa a lanterna com somente nove pontos em 23 partidas disputadas. A equipe não vence desde agosto do ano passado e já soma 22 jogos consecutivos sem um resultado positivo, sendo 21 pelo Italiano.

No último domingo, o Pescara foi atropelado em casa pela Lazio, por 6 a 2, e a torcida realizou um protesto do lado de fora do estádio. Em meio à crise do clube, torcedores já haviam mostrado o descontentamento ao interromper a festa anual do elenco no fim de 2016.

"Isso tem acontecido já há algum tempo. Infelizmente, no futebol, quando você não consegue resultados, é sempre culpa de quem está no comando. De um certo ponto de vista, é certo que soframos com isso, mas criticar é uma coisa, chegar a este ponto é outra", disse Sebastiani à Rádio 24.

A polícia de Pescara agora analisa as câmeras de segurança e tenta identificar os suspeitos. Imediatamente após saber do incidente, o presidente da Federação Italiana de Futebol, Carlo Tavecchio, entrou em contato com Sebastiani para prestar solidariedade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.