Lucas Uebel/ Grêmio
Lucas Uebel/ Grêmio

Após teste positivo de presidente, Grêmio suspende todas as atividades

Jogadores terão acesso a um aplicativo para monitorar sua saúde diante do risco de contrair o covid-19

Redação, Estadao Conteudo

23 de março de 2020 | 20h12

Poucas horas após o teste positivo do presidente Romildo Bolzan, o Grêmio decidiu suspender de forma completa todas as atividades de futebol do clube. Até então, parte da estrutura do departamento de futebol seguia em ação, apesar das orientações de quarentena e isolamento social por parte das autoridades.

"A orientação engloba departamento de futebol profissional e grupo de transição, visando zelar pela saúde e minimizar os riscos dos atletas, funcionários e familiares. O clube alertou também que, atento aos acontecimentos, poderá recrutar os atletas, a qualquer momento, para monitoramento, avaliações e/ou retorno aos treinamentos", registrou o clube, em seu site.

De acordo com o Grêmio, os jogadores terão acesso a um aplicativo para monitorar sua saúde diante do risco de contrair o covid-19. A preocupação tem fundamento. Já são quatro integrantes do clube diagnosticados com a nova doença.

O último confirmado foi justamente o presidente Romildo Bolzan. Segundo o clube gaúcho, no entanto, o mandatário está em bom estado de saúde e os sintomas da doença não se manifestaram nele. Bolzan, de 60 anos, está em isolamento residencial há oito dias e o time afirma que ele seguirá assim, cumprindo os protocolos médicos.

Antes dele, os vice-presidentes Marco Bobsin e Claudio Oderich e o assessor adjunto das categorias de base, Eduardo Fernandes, já haviam testado positivo para o covid-19.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.