Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Após título, Corinthians é recebido com festa da torcida em São Paulo

Torcedores do clube comparecem em peso ao CT Joaquim Grava

Raphael Ramos, O Estado de S. Paulo

20 de novembro de 2015 | 17h20

Cerca de 300 torcedores recepcionaram com festa os jogadores do Corinthians na tarde desta sexta-feira no CT Joaquim Grava. Cercado pela torcida, o ônibus da delegação alvinegra demorou 20 minutos para percorrer um trajeto de aproximadamente 100 metros. A Rodovia Ayrton Senna precisou ser fechada para que o veículo chegasse ao centro de treinamento.

Os torcedores não tiveram nenhum contato com os jogadores e a comissão técnica. O ônibus, chamado de Mosqueteiro, tem as janelas lacradas. Assim que chegaram ao CT, os atletas foram liberados e deixaram o local em seus carros.

Por determinação do delegado Marcelo Carvalho, da Polícia Federal do aeroporto de Cumbica, o Corinthians teve de desembarcar na pista do aeroporto e não passou pelo saguão de passageiros. A decisão das autoridades levou em conta a segurança do aeroporto.

"A gente queria passar o calor para o torcedor, mas não foi possível. Mas a chegada ao CT foi fantástica", disse o presidente Roberto de Andrade. O time volta a treinar na manhã de sábado. No domingo, o Corinthians enfrenta o São Paulo no Itaquerão, pela 36.ª rodada do Campeonato Brasileiro. A CBF vai entregar no estádio a taça de campeão para o Corinthians.

Com o empate por 1 a 1 com o Vasco, quinta-feira, em São Januário, o Corinthians abriu 12 pontos de vantagem para o Atlético-MG, segundo colocado (77 a 65) e conquistou o sexto título brasileiro com três rodadas de antecedência.

A torcida começou a se aglomerar na porta do CT logo pela manhã. Membros de torcidas organizadas levaram bandeiras e fogos de artifícios. A previsão era que os jogadores chegassem ao centro de treinamento às 16h, mas a saída do voo do Rio de Janeiro atrasou. A delegação só chegou ao CT às 17h.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoCorinthiansfesta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.