Michael Steele / Reuters
Michael Steele / Reuters

Após título com o Chelsea, Thiago Silva lembra tuberculose curada em Portugal

Brasileiro superou a doença quando jogava pelo time B do Porto; hoje, foi campeão no estádio do clube português

Redação, Estadão Conteúdo

29 de maio de 2021 | 19h58

O título da Liga dos Campeões da Europa conquistado neste sábado pelo Chelsea teve um significado especial para o zagueiro Thiago Silva. A Cidade do Porto, em Portugal, local da vitória por 1 a 0 sobre o Manchester City, foi onde o brasileiro sentiu, em 2005, os primeiros sintomas de uma tuberculose, quando defendia o time B do Porto.

A doença foi diagnosticada na Rússia, depois de ele ter sido vendido para o Dínamo de Moscou, mas foi em terras portuguesas que ele concluiu o tratamento. Por isso, voltar à cidade para conquistar o título mais importante da carreira foi algo muito simbólico para o zagueiro de 36 anos.

"Aqui ficou mais especial porque foi um dos piores momentos que eu passei na minha vida. O Porto me deu toda assistência, apesar de eu não ter jogado oficialmente, por ter sido vendido ao Dínamo, ali foi constatada a tuberculose. Durante o tratamento eu vim aqui para o Porto, fui curado aqui no Porto", disse o zagueiro.

Além da conexão emocional com a Cidade do Porto, Thiago Silva celebrou por ter conquistado a Liga dos Campeões pela primeira vez. Ao lembrar a trajetória do Chelsea no campeonato, ele fez questão de mencionar os treinadores com os quais trabalha no momento: Thomas Tuchel, do time londrino, e Tite, da seleção brasileira.

"De uma maneira muito heroica, o homem (Tuchel) chega no meio da temporada e muda o time. Tem uma coisa que eu sempre levo comigo e o Tite passa para gente: 'fazer por merecer'. Tinha gente que achava que a gente não merecia, mas a gente merecia", comentou o brasileiro, relembrando críticas sofridas ao longo da temporada.

Thiago Silva teria a oportunidade de expressar a admiração por Tite pessoalmente nos próximos dias, pois está convocado para a disputa das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, mas isso pode não acontecer. Isso porque ele saiu de campo neste sábado com um problema na virilha, ainda no primeiro tempo, e terá que passar por exames.

A seleção já está reunida na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), mas jogadores que jogam no Brasil e aqueles que estavam envolvidos na final da Liga dos Campeões ainda não se juntaram ao grupo que disputará duas partidas pelas Eliminatórias. A primeira delas será na próxima sexta-feira contra o Equador, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.