Antonio Bronic / Reuters
Antonio Bronic / Reuters

Após título mundial, Federação Francesa dá apoio a Ceferin em eleição da Uefa

O presidente da Federação Francesa, Noël Le Graët, manifestou publicamente seu apoio à candidatura de Ceferin

Estadão Conteúdo

22 Agosto 2018 | 16h42

Um dia após formalizar sua candidatura para tentar a reeleição, o presidente da Uefa, o esloveno Aleksander Ceferin, ganhou um apoio de peso nesta quarta-feira. Trata-se da Federação Francesa de Futebol, uma das mais importantes do continente, e que acabou de se sagrar campeã mundial, na Rússia.

"A Federação Francesa de Futebol apoiará naturalmente e logicamente a candidatura de Aleksander Ceferin para as próximas eleições da Uefa", afirmou o presidente da entidade, Noël Le Graët, em comunicado.

"Nós já havíamos apoiado o seu projeto em 2016. Desde então, o presidente da Uefa trabalhou com energia e determinação, com a sua equipe, para a promoção do futebol europeu, da união e da solidariedade entre todas as federações europeias."

Ceferin teve sua candidatura formalizada quando a Federação Eslovena de Futebol, com a qual tem ligação, entregou a proposta formal à Uefa. A entidade impôs o prazo final de 7 de novembro para as federações dos países entregarem eventuais candidaturas para a corrida presidencial. O pleito está marcado para 7 de fevereiro, em Roma.

Ao mesmo tempo, o dirigente ganhou o apoio público de diversas federações para obter o segundo mandato à frente da entidade, como a da Itália, da Irlanda e da Noruega, esta em nome de seis países da Escandinávia.

O apoio francês tem ainda maior peso por se tratar da federação que havia emplacado o presidente anterior, Michel Platini. Ceferin assumiu em seu lugar ao ser eleito em setembro de 2016, já com o apoio da Federação Francesa, para terminar o mandato iniciado por Platini, afastado pela Fifa por corrupção.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.