Após título, Rafa Benitez pede reforços na Inter

Após conquistar o título do Mundial de Clubes, neste sábado, em Abu Dabi, com a vitória sobre o Mazembe por 3 a 0, o técnico Rafa Benitez aproveitou para pedir reforços na Inter de Milão. Segundo ele, o clube italiano precisa contratar alguns jogadores na reabertura da janela de transferências do futebol europeu, em janeiro, para continuar vencendo no restante da temporada.

AE, Agência Estado

18 de dezembro de 2010 | 18h49

Contratado nesta temporada para substituir o português José Mourinho, o espanhol Rafa Benitez vinha enfrentando muitas críticas pela campanha da Inter no Campeonato Italiano e na Liga dos Campeões da Europa. Agora, com a conquista do título do Mundial, ele deve ter um pouco mais de tranquilidade para exercer seu trabalho, mas quer usar o bom momento para pedir reforços.

"A Inter precisa contratar novos jogadores, porque temos vários contundidos", avisou Rafa Benitez, garantindo não se abalar com a pressão que vem sofrendo no cargo. "Estou calmo, motivado e certo de que, se contratarmos alguns reforços, os resultados e o time irão melhorar significativamente. Mas neste momento nós queremos apenas comemorar a conquista desse título."

O técnico espanhol, no entanto, já prometeu procurar o presidente do clube, Massimo Moratti, para conversar sobre reforços. "Fui educado, fiz meu trabalho e recebi as críticas. Mas agora é preciso ter algum apoio e apoio significa contratações", explicou o novo campeão mundial. "Se a Inter quer Rafa Benitez como seu treinador, ele precisa ter 100% de apoio", completou.

Sobre a final deste sábado, quando a Inter conseguiu confirmar o favoritismo, Rafa Benitez destacou o desempenho tático de seus jogadores. "Não foi um jogo fácil. Havia muita pressão pela vitória e tivemos que estar concentrados desde o começo. Nosso adversário era muito perigoso. Mas controlamos a bola e dominamos o meio-de-campo, o que foi decisivo", avaliou o técnico.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolInter de MilãoRafa Benitez

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.