Após traição, esposa de jogador inglês faz greve de sexo

Segundo a imprensa inglesa, Ashley Cole terá de conviver por seis meses sem relações íntimas com a mulher

Ansa,

11 de março de 2008 | 13h40

A cantora britânica Cheryl Cole, integrante do Grupo Girls Aloud e mulher do jogador do Chelsea Ashley Cole, decidiu não fazer sexo com o marido durante seis meses após uma suposta traição dele, informou nesta terça-feira o tablóide inglês The Sun.  O casal havia se separado no final de janeiro após saírem rumores na mídia de que Ashley estava tendo um caso com a cabeleireira Aimee Dalton.  Cheryl, mesmo furiosa, decidiu dar uma segunda chance ao marido, mas, segundo um amigo do casal, "eles não farão sexo por pelo menos seis meses. Mesmo sendo uma coisa muito difícil para aceitar, ele decidiu obedecer o pedido. Cheryl quer que Ashley dê valor ao que tem. Mas ele é um tipo passional, não será uma coisa fácil."  O casal planeja renovar os votos nupciais em uma cerimônia na cidade de Newcastle no próximo semestre.  "Quando fizeram os votos de casamento, Cheryl fez seriamente e Ashley obviamente não. Assim, ele tem agora uma segunda chance para fazer a coisa certa", acrescentou a fonte.

Tudo o que sabemos sobre:
Campeonato InglêsChelseaAshley Cole

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.