Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Após trazer técnico, Palmeiras usará semana para retomar negociações

Diretoria pretende usar os próximos dias para renovar com Fernando Prass e fechar vinda do meia Lucas Lima

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

26 Novembro 2017 | 07h00

A última semana do calendário do Campeonato Brasileiro promete ser movimentada para o Palmeiras. Depois de assegurar a contratação do técnico Roger Machado, a diretoria deve ter nos próximos dias duas reuniões importantes para a montagem do elenco do próximo ano. Um encontro é para tratar sobre o goleiro Fernando Prass e o outro, a respeito do meia Lucas Lima, do Santos.

+ Mesmo com sucesso, base do Palmeiras sofre para ter espaço no profissional

+ Tabela do Campeonato Brasileiro de 2017

As duas conversas devem ter desfechos positivos para o Palmeiras. No caso do acerto com o goleiro, a tendência é a renovação por mais uma temporada ser firmada. As conversas se arrastam há meses e se encontram em estágio avançado. A reunião final para tratar do tema estava marcada para esta semana, porém acabou adiada. A nova data deve ser agendada para os próximos dias.

O diretor de futebol, Alexandre Mattos, e o presidente do clube, Mauricio Galiotte, aguardam a vinda ao Brasil do pai de Neymar, o responsável por cuidar da carreira de Lucas Lima. O empresário tem viagem aguardada para assinar contrato de cinco anos do jogador com o Palmeiras. O meia não joga mais pelo Santos e já acertou com o futuro clube detalhes como salários e bonificações.

As negociações por reforços ficaram paradas nos últimos dias e devem ser retomadas. As conversas para escolher o novo técnico monopolizaram a atenção da diretoria, que procurou tanto Abel Braga como o escolhido para função, Roger Machado. Por isso, nos próximos dias o clube retoma os contatos com o Atlético-PR para finalizar o acerto com o goleiro Weverton.

Paralelamente a essas movimentações, a semana deve marcar a despedida do Palmeiras de jogadores como o lateral-esquerdo Egídio e o zagueiro Antônio Carlos. Os dois têm contratos somente até o fim da temporada e não foram procurados para renovar. O lateral Zé Roberto, de 43 anos, vai se aposentar e terá a última semana como jogador profissional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.