Eduardo Nicolau/Estadão
Eduardo Nicolau/Estadão

Após treino sob calor, Neymar elogia 'clima perfeito' em Sochi

Atacante foi um dos mais homenageados pelos torcedores que estiveram no treinamento nesta terça-feira

Leandro Silveira, enviado especial / Sochi, O Estado de S.Paulo

12 Junho 2018 | 07h54

"Clima perfeito". Foi assim que o atacante Neymar definiu, em entrevista à CBFTV, o primeiro treinamento da seleção brasileira em solo russo, na preparação para a Copa do Mundo. Na manhã desta terça-feira, a equipe dirigida por Tite trabalhou, no Estádio Slava Metreveli, em Sochi, diante de cerca de 4 mil torcedores, em atividade aberta ao público - a Fifa exige que as seleções participantes do torneio façam um treino deste tipo.

+ Treino do Brasil tem tentativa de invasão, fãs em viaduto e incidente com Neymar

+ Fred fica fora do primeiro treino da seleção brasileira na Rússia

+ Com más lembranças, Thiago Silva e Willian ganham nova chance de brilhar na Rússia

O trabalho foi realizado sob intenso calor, algo não tão comum nas semanas anteriores da preparação do Brasil para a Copa, e em dia de feriado na Rússia. "Clima perfeito. Sol, a gente fica feliz com o carinho da torcida e agradece. Está tudo maravilhoso e nos conformes", afirmou Neymar, o jogador mais ovacionado da seleção durante a atividade.

O atacante do Paris Saint-Germain teve, porém, pouco trabalho durante o treino, realizando apenas uma leve atividade física. Teve, então, que correr mais apenas para fugir de uma tentativa de "ovada" do zagueiro Thiago Silva, seus companheiro de clube, após o grupo realizar a brincadeira com o lateral-direito Fagner, que completou 29 anos na última segunda-feira, e no meia Philippe Coutinho, que fez 26 nesta terça.

Um dos mais exigidos durante o treino, praticamente concentrado nos reservas, o zagueiro Pedro Geromel, agradeceu o apoio dos torcedores, que inclusive levaram faixas alusivas a clubes brasileiros, casos da Galo Austrália, do Atlético Mineiro, e da Fla Ozzy, do Flamengo.

 

"Muito bom ter o carinho da torcida, o ambiente ficou fenomenal, a gente trabalha até melhor. A Copa começou faz tempo, estamos nos preparando e já mostramos que estamos prontos", afirmou o zagueiro, lembrando os bons resultados do Brasil nos dois primeiros amistosos preparatórios para a Copa - 2 a 0 sobre a Croácia e 3 a 0 sobre a Áustria.

A equipe dirigida por Tite voltará a trabalhar na quarta-feira em Sochi, em mais uma etapa da preparação para a estreia na Rússia, domingo, diante da Suíça, em Rostov-on-don.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.