Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Após tropeços, Renato Gaúcho diz que Grêmio vai parar de 'dar mole': 'Já corrigi'

Técnico mostra confiança e garante que derrota como a que aconteceu para o Fluminense não irá se repetir

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de maio de 2019 | 21h39

Os insucessos recentes do Grêmio não se repetirão. Ao menos é o que garante o técnico Renato Gaúcho, que disse que o time gaúcho não vai mais "dar mole" nos próximos jogos. Além disso, voltou a dizer que seus comandados, apesar dos últimos tropeços, praticam o melhor futebol do Brasil.

"Tive uma conversa muito boa com meu grupo e vou colocar para vocês que o dar mole é fácil de corrigir e já comecei a corrigir hoje. Minha equipe nunca deu esse mole assim. Foram dois ou três jogos que demos mole e pagamos por nossos erros", afirmou o treinador.

Segundo o técnico, as derrotas em casa para Santos e Fluminense, esta em que o time gaúcho chegou a abrir 3 a 0 em 21 minutos, mas foi derrotado incrivelmente por 5 a 4, e o empate com o Avaí não são suficientes para anular o bom futebol mostrado pelo Grêmio recentemente. De acordo com Renato, o Grêmio é o melhor time do futebol nacional, apesar do início ruim no Campeonato Brasileiro.

"Por outro lado, meu grupo deu uma aula de futebol no último domingo. Dar mole a gente corrige, comprar futebol ninguém compra", disse. "Tem equipes que jogam bem um jogo, dois jogos. Meu time joga o melhor futebol do Brasil há dois anos e meio", afirmou, com veemência, o treinador.

Os comandados de Renato Gaúcho não podem, de fato, voltar a dar mole para irem às oitavas de final da Copa Libertadores. Nesta quarta, às 21h30, a equipe encara a Universidad Católica, em Porto Alegre, e precisa de um empate para se garantir na próxima fase, já que está na segunda posição do Grupo H, com os mesmos sete pontos do adversário chileno, mas com saldo de gols superior. O Libertad, do Paraguai, é o líder com 12 pontos e já garantiu classificação antecipada à fase seguinte.

No duelo, Renato Gaúcho não poderá contar apenas com Diego Tardelli, machucado, e com o jovem Matheus Henrique, suspenso pelo acúmulo de cartões amarelos. Ele deve promover o retorno do goleiro Paulo Victor, do lateral-direito Leonardo e do zagueiro Pedro Geromel, poupados no fim de semana.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
GrêmioRenato Gaúchofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.